Claustro do Museu Metropolitano de Arte

História das Artes > Museus > Claustro do Museu Metropolitano de Arte
Claustro do Museu Metropolitano de Arte

Inaugurado em 1938 como um departamento do Metropolitan Museum of Art, o The Met Cloisters é o único museu dos Estados Unidos dedicado exclusivamente à arte e à arquitetura da Idade Média.

Incluindo um museu e jardins dentro de um único complexo, a sua localização oferece uma pitoresca vista do rio Hudson em Fort Tryon Park, no norte de Manhattan.

O seu nome é inspirado nas porções dos cinco claustros medievais incorporados à moderna estrutura do museu.

Ele foi construído no alto de uma colina, possui dois níveis de exposições e possui jardins medievais e uma série de capelas internas e espaços para exibições temáticas.

A base do acervo é proveniente de uma coleção de George Gray Barnard, renomado escultor e colecionador.

Ele construiu uma grande coleção pessoal, inicialmente comprando e vendendo objetos independentes com revendedores franceses.

Em vez de reproduzir um tipo específico de edifício ou cenário medieval, o The Met Cloisters foi projetado para evocar a arquitetura da Idade Média tardia, criando um contexto integrado e harmonioso no qual os visitantes podem vivenciar a rica tradição da produção artística medieval, incluindo obras em metal, pintura, escultura e tecido.

Por definição, um claustro consiste em um pátio ao ar livre rodeado por uma galeria com teto arcado que fornece acesso a outros edifícios monásticos.

De modo similar, os claustros do museu funcionam como passagens para galerias, servindo como um lugar convidativo de descanso e contemplação para os visitantes, assim como ocorria antigamente nos seus cenários monásticos originais.

Em 1925, ele vendeu sua coleção para John D. Rockefeller Jr. durante uma de suas recorrentes crises monetárias.

Comprada pelo Metropolitan Museum of Art, a aquisição se tornou a base para o que se tornaria a fundação e o núcleo do museu The Cloisters.

A construção, no Fort Tryon Park, ocorreu durante um período de cinco anos a partir de 1934 e incorporou elementos de abadias catalãs e francesas.

A Coleção contém aproximadamente cinco mil obras medievais, que vão do século XII ao XV.

Uma das salas com acervo permanente do Museu Claustro do Met

Essas construções foram reagrupadas no local na década de 30.

O museu e parque adjacente foi criado graças a John D. Rockefeller, Jr., que doou boa parte de sua própria coleção para os Cloisters.

O museu é especializado em arquitetura medieval europeia, escultura e artes decorativas com foco nos períodos românico e gótico.

Capela Gótica dentro do Claustro do Met

São cerca de 5 mil obras de arte e arquitetura da Europa, a maioria datando do século XII ao século XV, ou seja, do período bizantino ao início do período renascentista.

Sala dedicada a tapeçarias medievais holandesa com ” A Caça ao Unicórnio”

Os objetos variados incluem esculturas de pedra e madeira, tapeçarias, manuscritos iluminados e pinturas em painéis e são exibidos em uma série de salas e espaços, a maioria separada dos espaços dedicados aos artefatos arquitetônicos instalados.

Painel de madeira entalhada do Acervo do Claustro Met

O museu possui uma extensa coleção de afrescos, vitrais, estatuetas de porcelana, madeira relicário e santuários e cruzes de metal, bem como exemplos de raríssimas miniaturas góticas.

Uma das alas dedicadas a pintura Medieval
Coleção de Iluminuras Medievais do acervo do Claustro do Met

A coleção de vitrais do The Cloisters consiste em cerca de 300 painéis, em sua maioria franceses e germânicos, e datam desde o século XIII ao início do século XVI.

Um dos vitrais do acervo do Museu Claustro do Met

Claustro do Museu Metropolitanode Nova Iorque (Met).  Margaret Corbin Drive, 99 – Fort Tryon Park – Nova Iorque – NY .  Aberto de segunda a domingo , de março a outubro, das 10h às 17h15 e de novembro a fevereiro, das 10h às 16h45. Fechado nos feriados nacionais.

Fique atento! O horário pode sofrer modificação. Consulte o site oficial da instituição.

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Claustro do Museu Metropolitano de Arte. História das Artes, 2020. Disponível em: <http://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/claustro-met/>. Acesso em 07 Aug 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: