Afresco Giardino, Villa di Livia

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Afresco Giardino, Villa di Livia
Afresco Giardino, Villa di Livia

A Villa di Livia é uma vila romana antiga em Prima Porta, a 12 km ao norte de Roma, ao longo da Via Flaminia. Provavelmente fazia parte do dote de Lívia Drusilla, quando se casou com  o imperador Augusto, seu segundo marido, em 39 a.C. Ela era a quarta e última esposa do Imperador Augusto, mãe do Imperador Tibério (que, porém, não era filho natural de Augusto) e tia-avó do Imperador Calígula.

Apesar de redescoberto e explorado em 1596, o local só foi reconhecido como a Villa di Livia no século 19.  Nesse período, a vila pertencia ao convento de Santa Maria, na Via Lata. A vila e os jardins foram escavados e podem ser visitados.

Existem três salas subterrâneas abobadadas, a maior das quais continha excelentes afrescos ilusionistas de vistas para o jardim, nas quais todas as plantas e árvores florescem e frutificam ao mesmo tempo. Estes foram removidos para Roma, onde, após limpeza e restauração, foram reinstalados no Palazzo Massimo alle Terme.

Desde 1995, o local recebe trabalhos especializados feitos pela Soprintendenza Archeologica di Roma.

O afresco Giardino (Jardim, em italiano) representa árvores de fruto e palmeiras junto a um caminho, animadas por pássaros em voo ou empoleirados nelas. Animais e vegetais são retratados minuciosamente, mas o detalhe é mais utilizado por si mesmo que com o objetivo de uma fidelidade de reprodução.

A pintura reveste-se ainda de muita importância devido à ausência de uma moldura e pelas árvores formarem um primeiro plano e planos sucessivos, criando uma sugestão de forte profundidade, destinando-se a eliminar a presença da parede e a acentuar o caráter de ilusão.

Retratar jardins nasceu na época e no ambiente helenísticos; aqui, a experiência grega funde-se com o gosto romano pela reprodução realista, na reprodução minuciosa de cada elemento. As variações de cores de tons do verde ao azul, geram um efeito atmosférico.

Detalhe do afresco da Villa di Livia, Palazzo Massimo alle Terme, Roma.

 

Sala do afresco da Villa di Livia, Palazzo Massimo alle Terme, Roma.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre esse afresco romano, experimente desenvolver sua releitura sobre o tema, inspire-se na natureza da sua cidade, usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: