Painel de Azulejos do Século XVII

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Painel de Azulejos do Século XVII
Painel de Azulejos do Século XVII

A obra chamada Recitando Poesia em um Jardim mostra os personagens estão vestidos a moda Iraniana do século XVII e usam casacas longas com cores exuberantes e turbantes.

Uma paisagem exuberante fornece o cenário para um piquenique, completo com frutas e bebidas em embarcações em azul e branco ao estilo chinês.

Dois homens conversam, um escrevendo e segurando uma safina (um livro em formato retangular, tipicamente contendo poesia), ladeado por um homem à esquerda e uma mulher à direita carregando uma tigela coberta decorada com desenhos chineses.

As vestes estampadas, faixas de seda e turbantes listrados lembram fantasias retratadas em desenhos e pinturas persas do século XVII.

Composto de 63 azulejos de cerâmica espalhados por 6 fileiras.

Esse painel de azulejos cobria a parte inferior de uma parede, provavelmente em um palácio em Isfahan.

Ele é moldado para caber em uma janela ou nicho.

A dinastia Safávida foi criada em 1501 por Shah Isma’il.

Ele era o líder jovem, mas carismático, da irmandade dervixe fundada por seu ancestral, Shaykh Safi al-Din.

Isma’il reuniu o Irã e transformou um ramo do Islã conhecido como xiísmo na religião do estado.

Muitos dos sucessores de Shah Isma’il, incluindo seu filho Tahmasp, foram grandes patrocinadores das artes.

Eles desenvolveram um estilo dinástico no qual as figuras humanas tiveram um papel importante.

Isso contrastava fortemente com seus principais rivais, os otomanos sunitas, que geralmente evitavam tais motivos.

Curiosidade:

Este painel de domínio público está exposto no Museu do Louvre, Paris, França; no Metropolitan Museum of Art, Nova York, Estados Unidos e no Victoria and Albert Museum, Londres, Inglaterra.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: