Sala dos Professores

História das Artes > Arquivo "Sala dos Professores"
História da Arte para Crianças – Arte Colonial 2

História da Arte para Crianças – Arte Colonial 2

Arte Brasileira

Os jesuítas chegaram ao Brasil e construíram igrejas monumentais, seminários e escolas de catequese e de artes e ofícios.

Essa presença deixou suas marcas da Amazônia ao Rio Grande do Sul.

A arte devia servir a Deus e transformar as cerimonias em espetáculos fascinantes e sedutores.

Entalhes, pinturas, ouro, prataria, esculturas, ricos tecidos formavam o cenário para os rituais religiosos.

O objetivo dessa grandiosidade construídos em pequenas vilas, serviam para atrair não apenas os senhores proprietários de terras, mas toda a população dos arredores.

 

Algumas imitavam fielmente igrejas de Lisboa e da Itália.

A escultura em pedra e madeira, bem como a pintura desenvolveram-se com o objetivo de realçar as igrejas para que a mensagem chegasse para todos.

Os modelos eram europeus mas aos poucos figuras tropicais, como frutas e pássaros, eram colocados lado a lado com o modelo original.

Proposta: Construir uma igreja Colonial de sucata

Material:

• Caixas de papelão de tamanhos variados
• Cola branca
• Pinceis
• Tinta guache
• Retalhos de papel celofane
• Palitos de madeira

Veja o modelo:

Monte as caixas colando-as uma a outra para formar a sua igreja colonial.

Passe cola branca em toda a sua superfície formando uma camada de impermeabilização, deixe secar até a cola ficar transparente.

Pinte a sua construção com as suas cores preferidas.

Acrescente os detalhes, a cruz de madeira no alto da construção e papel celofane imitando as janelas da igreja.

A sua igreja colonial está pronta!

Fotografe a sua obra e disponibilize nas nossas mídias sócias #historiadasartestalento

História da Arte para Crianças – Arte Colonial 1

História da Arte para Crianças – Arte Colonial 1

Arte Brasileira

Quando os europeus chegaram aqui, na terra que hoje chamamos de Brasil, ficaram muito tempo realizando apenas expedições de reconhecimento e “tomando conta” da terra que tinham encontrando principalmente pela madeira aqui existente o pau-brasil. Continue Lendo

O Cardeal, Rafael Sanzio

O Cardeal, Rafael Sanzio

Obra-prima da retratística de Rafael dos primeiros anos da atividade romana do pintor, a tela é contemporânea da decoração da Stanza della Segnatura, no Vaticano, em cujos afrescos são inúmeros os retratos de amigos e personagens famosos da época que representavam figuras históricas do passado. Continue Lendo

A Madona de Ansidei, Rafael Sanzio

A Madona de Ansidei, Rafael Sanzio

O retábulo de altar que representa a Virgem com o Menino no trono, rodeada por São João Batista e por São Nicolau de Bari, com a mitra e o pastoral, foi encomendada pela família Ansidei para a Igreja de São Florenzo dei Serviti, em Perugia. Um dos três painéis que compunham a predela, A Prédica de São João Batista, está conservada no mesmo museu, em Londres. Continue Lendo

Lugares do Delírio – Sesc Pompeia

Lugares do Delírio – Sesc Pompeia

O Sesc Pompeia apresenta  na Área de Convivência da unidade, a exposição “Lugares do Delírio”.

Com curadoria da psicanalista e professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) Tania Rivera, a mostra propõe uma reflexão política e ética sobre a arte e a loucura, mesclando trabalhos de artistas consagrados a obras de artistas diagnosticados com transtornos psiquiátricos, conhecidos ou não do grande público.

Continue Lendo

A Visão de um Cavaleiro, Rafael Sanzio

A Visão de um Cavaleiro, Rafael Sanzio

A interpretação do significado iconográfico deste pequeno quadro é controversa: a hipótese mais provável é representar o Sonho de Cipião, tema recorrente na cultura neoplatônica florentina. Cipião, heroico condottiero romano, adormecido debaixo de um loureiro, deve escolher, em sonhos, entre a Virtude e o Prazer: a primeira, vestida sobriamente, com a cabeça coberta, segura na Continue Lendo

MitoMotim, Galpão Videobrasil

MitoMotim, Galpão Videobrasil

Realizada a partir de uma ampla pesquisa no Acervo Histórico Videobrasil, a exposição MitoMotim tem curadoria de Júlia Rebouças e busca refletir sobre a representação da identidade nacional e a capacidade da arte de se contrapor às ordens instituídas. Continue Lendo