Olho-vivo

História das Artes > Arquivo "Olho-vivo"
Vista do Danúbio junto de Ratisbona, Albrecht Altdorfer

Vista do Danúbio junto de Ratisbona, Albrecht Altdorfer

Considerado um grande representante da Escola do Danúbio, Albrecht Altdorfer é um dos primeiros artistas na história da pintura europeia a representar a pura paisagem. A paisagem passa ser a protagonista absoluta da obra. Continue Lendo

Paisagem com Ponte, Albrecht Altdorfer

Paisagem com Ponte, Albrecht Altdorfer

A extraordinária pintura aqui ilustrada, juntamente com a Vista do Danúbio junto de Ratisbona (Munque, Alte Pinakothek), é considerada um dos primeiros exemplos de paisagem autônoma, isto é, não inserida numa representação da arte ocidental depois da pintura antiga. Continue Lendo

Auto de Fé Presidido por São Domingos de Gusmão, Pedro Berruguete

Auto de Fé Presidido por São Domingos de Gusmão, Pedro Berruguete

A pintura fazia parte de um retábulo com histórias do santo colocado na Sacristia de São Tomás de Ávila, cidade na qual o pintor passou a última fase de sua atividade. Continue Lendo

Desenhando com Giz Pastel Oleoso

Desenhando com Giz Pastel Oleoso

Os pastéis oleosos são fáceis para trabalhar, é um meio versátil que pode ser usado para desenhos e pinturas. Eles são feitos de cera, que é misturada com o mesmo tipo de pigmentos que tintas a óleo. O pastel oleoso é aplicado em superfícies como telas, madeira ou papel. Continue Lendo

São Domingos de Silos, Bartolomé Bermejo

São Domingos de Silos, Bartolomé Bermejo

A Espanha do século 15 permanece firmemente ancorada na tradição gótica, gerada num período de opulência. O florescimento dos retábulos (imponentes complexos de pintura e de escultura em várias ordens sobrepostas) nas igrejas corresponde a uma ativa histórica e artística dos reinos cristãos na última fase da guerra contra o islã. Continue Lendo

Cristo Morto Amparado por um Anjo, Antonello de Messina

Cristo Morto Amparado por um Anjo, Antonello de Messina

Antonello de Messina foi um dos protagonistas da renovação artística europeia de meados do século 15. Na sua obra, sintetizou as múltiplas e ramificadas influências da sua formação napolitana e difundiu os valores da pintura flamenga no conjunto da arte italiana. Continue Lendo

A Morte da Virgem, Andrea Mantegna

A Morte da Virgem, Andrea Mantegna

Muito provavelmente, o quadro fazia parte da decoração da Capela de Ludovico Gonzaga, no Castelo de San Giorgio, em Mântua, encomendado a Mantegna, em sua chegada à cidade, em 1460. O castelo foi construído por Bartolino da Novara e, torno de 1395-1400, ­aonde Ludovico tinha decidido estabelecer sua residência. Continue Lendo

A Maternidade – Obra de Eliseu Visconti

A Maternidade – Obra de Eliseu Visconti

Eliseu Visconti, artista eclético, dedicou-se com liberdade à sua produção artística, dialogou com tendências contemporâneas do início do século XX,  como o art nouveau, o simbolismo, o pontilhismo e o impressionismo, buscando a atualização da arte no país. Continue Lendo

Pintando com Aquarela

Pintando com Aquarela

Essas tintas são, na verdade, feitas de pigmentos de cor suspendidos em uma base solúvel em água.

O controle da adição de água é o que dará o efeito de uma pintura com mais luz ou mais intensa.

As tintas aquareladas são ideais para a paisagens, marinhas, pequenos objetos. Continue Lendo