Alfredo Volpi

Alfredo Volpi

Alfredo Volpi nasceu na Itália, sua família saiu da Itália em 1897 e veio morar no Brasil, assim como tantas outras que conhecemos. O pai era o seu Ludovico e a mãe dona Giusepina, com eles vieram três filhos: o Alceste, o Cirillo e o Alfredo com apenas 1 ano e meio de vida.

Quando chegaram foram morar no bairro do Cambuci, na cidade de São Paulo e abriram uma loja de queijos e vinhos. Depois a família aumentou e nasceram os filhos Mercedes e João.

O Alfredo estudava em uma escola para italianos e foi trabalhar ainda pequeno em uma marcenaria e já gostava muito de criar formas com as mãos. Aos doze anos foi trabalhar em uma gráfica junto com o irmão mais velho e com seu primeiro salário comprou uma caixa de aquarelas e sempre que podia, lá estava ele misturando as cores e descobrindo outras.

Aos quinze anos começou a trabalhar como pintor de paredes. Ele fazia desenhos e pinturas de faixas decorativas nas paredes das casas de famílias ricas da cidade de São Paulo. O Alfredo tinha um amigo chamado Orlando, que estudava pintura em uma escola de um bairro de São Paulo e ele se interessou também em aprender a arte de pintar quadros.

A primeira pintura que Volpi fez com tinta a óleo foi na tampa de uma caixa de charutos, era uma paisagem e ele  tinha dezoito anos.

E aí o Alfredo Volpi não parou mais de pintar.

Gostava de observar os lugares que visitava para perceber a paisagem, as cores e a luminosidade. Pintou retratos, paisagens de muitos lugares de São Paulo, teve uma época que ele foi morar em Itanhaém, uma cidade no litoral, como era muito observador para fazer as suas pinturas,  pintou paisagens na qual retratava o mar, essas paisagens são chamadas de marinas.

Ele casou com uma moça chamada Judith e teve uma única filha chamada Eugenia.

O Alfredo foi em muitas exposições de arte e conheceu vários artistas, que foram tornando-se seus amigos. Quanto mais ele pintava, mais novas formas de desenhar ele ia experimentando e criando. Gostava muito de desenhar formas geométricas e se divertia transformando-as em fachada de casas, em cataventos, bandeirinhas  e em cada pintura ele mudava as formas de lugar, trocava as cores e inventava outras formas.

Alfredo também pintou alguns quadros chamados de “Brincadeiras Populares” e retratou muitos dos nossos costumes e a cultura popular das brincadeiras, festas e brinquedos.

Fez também, bonitas pinturas retratando santos em igrejas e também no palácio do Itamaraty, em Brasilia. O Alfredo ganhou muitos prêmios pelos seus quadros, tanto aqui no Brasil, como na Itália e Nova York.

Uma vez perguntaram para o Alfredo Volpi o que era a arte brasileira e ele respondeu: “A Arte feita no Brasil e ponto final.”

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *