A Pintura Românica na Catalunha

História das Artes > Sala dos Professores > A Pintura Românica na Catalunha
A Pintura Românica na Catalunha

O afresco Cristo Pantocrátor, preveniente da capela de São Miguel de Tahull, na Catalunha, Barcelona, que está no MNAC, é uma pintura gigantesca e dominava visualmente o espaço interior da igreja. Esta técnica é característica da arte catalã, de traços sóbrios e essenciais, algo rude, com grande predominância dos azuis. O local ideal para pintar Jesus Cristo dentro da sua mandorla era a face interior da abóboda em concha da cobertura, perto ao altar principal da igreja.

Afresco é uma técnica mural, feita com tinta moídas em água e aplicadas sobre o reboco úmido. Ao secar, o reboco absorve as cores de uma maneira inapagável.

A pintura românica está impregnada de simbologias religiosas, pois servia para ensinar as passagens bíblicas aos cristãos analfabetos. Trata-se de uma pintura aberta na sua composição, mas estilizada e simplificada nas suas figuras. As cores são geralmente vivas e com ampla variedade de tons e gamas.

O Museu Nacional de Arte da Catalunha (MNAC), fica em Barcelona, no Parc Montjuïc. É belíssimo e conta com várias obras de arte dedicadas ao período românico.

Aprenda de forma lúdica como funcionava a pintura românica através do vídeo do MNAC.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *