Autor: Simone Martins

História das Artes > Artigos postados por Simone Martins
Renoir: Pai e Filho, Pintura e Cinema | Filadélfia | EUA

Renoir: Pai e Filho, Pintura e Cinema | Filadélfia | EUA

Orson Welles descreveu o cineasta Jean Renoir (1894–1979), filho do renomado pintor impressionista Pierre-Auguste Renoir, como “o maior de todos os diretores”.

Esta exposição visa retratar os capítulos das produções de Jean através de um diálogo rico e fascinante entre pai e filho. Se a prática artística e o universo criativo de Pierre-Auguste Renoir influenciaram a arte de Jean, os filmes de Jean lançaram luz sobre as pinturas de seu pai.

Focando nos temas centrais das obras de Jean, como sua visão e recriação de Paris, a exposição examina seu caminho para se tornar um proeminente cineasta internacional, reunindo pinturas, desenhos, filmes, figurinos e fotos – assim como as cerâmicas realizadas antes de seguir para o cinema.

A Fundação Barnes, com sua coleção de cerâmica Jean Renoir, além de 181 obras de Pierre-Auguste Renoir, fornece um cenário pungente para explorar esta complexa e frutífera relação entre pintura e cinema.

Esta exposição tem curadoria de Sylvie Patry, Curadora Chefe e Diretora Adjunta de Assuntos Curatoriais e Coleções no Musée d’Orsay, Paris, e Curadora Consultora na Barnes. A exposição é organizada pela Fundação Barnes, Filadélfia, e os Musées d’Orsay e de l’Orangerie, Paris, em colaboração com a Cinémathèque Française, Paris.

Jean Renoir
Jean Renoir nasceu em Paris em 15 de setembro de 1894. Segundo filho do pintor impressionista Pierre-Auguste Renoir e de Aline Charigot.

Quando menino, Jean Renoir não tinha uma relação próxima com o pai. Enquanto seu pai estava trabalhando fora de casa, ele e seus irmãos recebiam os cuidados da mãe e dos empregados domésticos. Pierre-Auguste Renoir era conhecido não como “Papa”, mas como “Patrono”, ou “o chefe” – o mesmo apelido que Rivette e outros diretores da de cinema mais tarde aplicariam a seu filho.

Atuou como cineasta, roteirista, ator, produtor e autor. Como diretor de cinema e ator, realizou filmes tanto para o cinema mudo como falado, até o final da década de 1960.

Seus filmes La Grande Illusion (1937), um sensível relato sobre as condições de vida dos prisioneiros franceses e seus captores alemães durante a I Guerra Mundial, e A Regra do Jogo (1939), sua crítica ferrenha a corrupção da sociedade francesa camuflada de comédia de costumes tem uma tumultuosa história, são citados pelos críticos como os maiores filmes já feitos.

A maioria dos seus filmes pertence à escola do realismo poético francês, e marcaram profundamente o cinema francês entre 1930 e 1950, tendo aberto a porta à nouvelle vague.

Entre as inúmeras honrarias acumuladas durante sua vida, ele recebeu o prêmio Lifetime Achievement Academy em 1975 por sua contribuição à indústria cinematográfica.

Faleceu em Beverly Hills, na Califórnia, em 12 de fevereiro de 1979. Foi sepultado ao lado da família em Essoyes, na França.

Barnes Foundation. 2025 Benjamin Franklin Parkway – Filadélfia – EUA. Aberto quarta a segunda, das 11h às 17h. Até 03/09/18.

Fique atento! O horário pode sofrer modificação. Consulte o site oficial da instituição.

Museu de la Grenouillère

Museu de la Grenouillère

Um lugar de memória e preservação do patrimônio do famoso café flutuante e do salão de dança La Grenouillère. O museu transporta os visitantes para os passos dos impressionistas, apresentando uma coleção de pinturas, gravuras e objetos em uma atmosfera Belle Epoque que atraíram as multidões no século 19.

Continue Lendo

Museu Marmottan Monet

Museu Marmottan Monet

O Museu Marmottan Monet, um dos maiores acervos de pintura impressionista, está instalado em um palacete, em Paris, que originalmente era um pavilhão de caça de Christophe Edmond Kellerman, Duque de Valmy. Em 1882, foi comprado por Jules Marmottan. Seu filho, Paul, estabeleceu-se nele e construiu outra cabana de caça para abrigar sua coleção particular de peças de arte e pinturas do Primeiro Império. Continue Lendo

Museu da Vida Romântica, Paris

Museu da Vida Romântica, Paris

O Musée de La Vie Romantique (em português, Museu da Vida Romântica) é dedicado a retratar o ambiente artístico-literário do século 19. Além da casa que abriga o museu, há um belo jardim, uma casa de chá e um pátio charmoso localizado no bairro Nouvelle Athènes, em Paris. Continue Lendo

(RE)INVENTAR – ARTISTASCRIADORES | Sesc Santo André | SP

(RE)INVENTAR – ARTISTASCRIADORES | Sesc Santo André | SP

A exposição (RE)INVENTAR – ARTISTAS CRIADORES, que estará no Sesc Santo André a partir do dia 23 de junho, tem curadoria de Angela Mascelani e parceria com o Museu Casa do Pontal, considerado atualmente o maior e mais significativo museu de arte popular do país. A exposição (Re)Inventar exibirá 25 artistas de arte popular diferentes regiões brasileiras. Continue Lendo

O Casamento de Isaac e Rebeca, Claude Lorrain

O Casamento de Isaac e Rebeca, Claude Lorrain

As paisagens de Claude Lorrain são um sonho poético, imagens de um mundo abundante, seguro, fértil e domesticado, onde o homem e a natureza coexistem em pacífica harmonia.  Continue Lendo

Bacanal diante de uma Estátua de Pã, Nicolas Poussin

Bacanal diante de uma Estátua de Pã, Nicolas Poussin

Poussin, como Claude Lorrain, escolheu Roma como residência permanente desde que aí chegou, com trinta anos de idade, vindo da sua França natal, em 1624. Ali estudou a estatuária antiga, o classicismo de Rafael e de Annibale Carracci, a vitalidade cromática de Ticiano, elementos que se manifestaram na composição desta festa pagã, na anatomia dos protagonistas, na concentração de Continue Lendo

As Vaidades da Vida Humana, Harmen Steenwyck

As Vaidades da Vida Humana, Harmen Steenwyck

Este intrigante quadro de Steenwyck é um belo exemplo de um tipo de natureza-morta conhecida como Vanitas. É repleto de referências à morte e ao vazio da vida, e quanto mais o estudamos, mais ele revela ser um sermão visual baseado nos ensinamentos do Livro do Eclesiastes, no Velho Testamento. Em latim, vanitas significa vaidade, no sentido de algo vão, sem valor, e não no Continue Lendo