Autor: Simone Martins

História das Artes > Artigos postados por Simone Martins
Casa Minoica, Museu Arqueológico de Heraklion

Casa Minoica, Museu Arqueológico de Heraklion

A Civilização Minoica surgiu durante a Idade do Bronze Grega em Creta, a maior ilha do mar Egeu. O termo minoico foi cunhado por Arthur Evans e deriva do nome do rei mítico Minos. Este foi associado ao mito grego do labirinto, que Evans identificou como o sítio de Cnossos. A cultura Minoica foi muito significativa no Mar Egeu e gerou um legado que se associou com a cultura dos povos gregos gerando a Civilização Micênica.

Continue Lendo

Curiosidades da Mona Lisa, Leonardo da Vinci

Curiosidades da Mona Lisa, Leonardo da Vinci

A pintura Mona Lisa, que deve ser a mais facilmente reconhecida no mundo, mantida na Salle des Etats (Sala dos Estados), na Ala Denon do Louvre, até 2003, quando foi movida para uma sala que melhor acomoda grandes as multidões que desejam vê-la. Continue Lendo

O Homem Vitruviano, Leonardo da Vinci

O Homem Vitruviano, Leonardo da Vinci

Por meio do desenho, Leonardo da Vinci não só realizava estudos para a elaboração de obras de pintura, escultura e arquitetura, muitas das quais jamais se concretizaram, mas também registrava aspectos da natureza com interesse científico e esboçava inventos que só se tornariam possíveis mais séculos depois.
Continue Lendo

As esculturas do Partenon

As esculturas do Partenon

O Partenon foi concebido não só para honrar a deusa de Atenas, embora possuísse as melhores das suas estátuas de culto, de ouro e marfim, com cerca de doze metros de altura, mas também para celebrar o papel que a cidade desempenhou como líder da Grécia na luta contra os Persas.  Continue Lendo

As métopas do Partenon

As métopas do Partenon

A métopa é um espaço existente entre dois tríglifos de um friso dórico; inicialmente era liso, depois passou a receber ornamentações. As métopas do Partenon são lajes retangulares colocadas sobre as colunas nos quatro lados do templo. Continue Lendo

O Triunfo da Morte, Pieter Brueghel, o Velho

O Triunfo da Morte, Pieter Brueghel, o Velho

Desenhador, gravador e pintor, Brueghel, o Velho, foi inscrito, em 1551, na corporação de pintores de Antuérpia, mas sempre se sentiu essencialmente distante da clássica escola local e quase impermeável ao Renascimento Italiano, apesar da sua viagem à Península Itálica, entre 1552 e 1556. Continue Lendo

A Adoração dos Magos, Pieter Brueghel, o Velho

A Adoração dos Magos, Pieter Brueghel, o Velho

O quadro ocupa um lugar especial no catálogo o artista. Tem, com efeito, o aspecto de um pequeno retábulo de altar: a composição dispõe-se na vertical e não na horizontal, como Brueghel preferia, e, sobretudo, é privada de qualquer indício de paisagem. Continue Lendo

Símbolo de Atenas

Símbolo de Atenas

À medida que você se aproxima da entrada do Museu de Acrópole, você encontrará algo parecido com um dispositivo de segurança primitivo. Montado em cima de uma coluna alta, uma coruja de mármore branco, ao mesmo tempo elegante, inescrutável e ligeiramente intimidante, fixa o visitante com seu olhar penetrante. Esta estátua, datada do Período Arcaico, é um toque de boas-vindas preservado do antigo Museu da Acrópole. Muito antes de mascotes e logotipos, a coruja representa não só a cidade de Atenas, mas também os conceitos de sabedoria e prosperidade. Continue Lendo

A Última Ceia, Leonardo da Vinci

A Última Ceia, Leonardo da Vinci

Leonardo da Vinci trabalhou cerca de três anos – provavelmente de 1495 a 1498 – neste mural, encomendado pelos monges do mosteiro de Santa Maria delle Grazie, em Milão. Continue Lendo