Catedral de Sevilha

Catedral de Sevilha

A Catedral de Sevilha ocupa o lugar de uma grande mesquita construída pelos almóadas no final do século 12. La Giralda, seu campanário, e o Patio de los Naranjos são um legado dessa estrutura mourisca. As obras da catedral cristã começaram em 1401 e levaram pouco mais de um século.

É a maior catedral da Espanha, a terceira maior do mundo, atrás da Basílica de São Pedro, no Vaticano, e da Basílica de Nossa Senhora de Aparecida, na cidade de Aparecida no Brasil.

Considerada a maior catedral gótica do mundo, com comprimento de 126 metros, largura de 83 metros e altura máxima (do centro cruzeiro) de 37 metros. Além de apreciar sua imensidão e as obras de arte em suas capelas e na sacristia, os visitantes podem subir a La Giralda para uma vista estonteante da cidade.

A mesquita começou a ser construída em 1184 por Ahmed Ibn Baso e terminou em 1198 por Alí de Gomara. Um terremoto, em 1365, destruiu a parte superior do campanário. Para arrematar a parte destruída o campanário mourisco foi coroado por uma monumental escultura, fundida em bronze por Bartolomé Morel que retrata a virtude da fé.

A escultura é um cata-vento (giraldillo) e batizou La Giralda. Sua evolução se iniciou com um minarete em 1198. No século 14, as esferas de bronze do cume foram trocadas por símbolos cristãos. Um novo campanário foi projetado em 1557, mas só foi construído em 1568, segundo o desenho de Hernán Ruiz. A altura total do campanário La Giralda, do passeio ao cata-vento, é de 96 metros.

Na época moura, fiéis lavavam suas mãos e pés na fonte sob as laranjeiras antes de rezar.

Santa María de la Sede, a santa padroeira da catedral, fica no altar sobre uma cachoeira de ouro. Os 44 painéis dourados em relevo dos retábulos foram feitos por escultores espanhóis e flamengos entre 1482 e 1564.

A sacristia maior aloja muitas obras de arte, inclusive pinturas de Murillo.  Abriga o Túmulo de Colombo, realizado em 1890, seu caixão é levado por portadores que representam os reinos de Castela, Leão, Aragão e Navarra. Além de Cristóvão Colombo, estão sepultados na Catedral de Sevilha: Fernando Colombo, Fernando III de Leão e Castela, Beatriz da Suábia, Afonso X de Leão e Castela e Pedro I de Castela.

A Catedral de Sevilha foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em  de 1987.

Catedral de Sevilha. Avenida de la Constituicíon, s/nº – Sevilha – Espanha. Aberta de segunda, das 11h às 15h30 (de 16h30 às 18h visita audioguiada gratuita com reserva antecipada, em espanhol e inglês); terça a sábado, das 11h às 17h; domingo, das 14h30 às 18h. As entradas podem ser adquiridas no local ou antecipadamente pelo site oficial.

Fique atento! Horários podem mudar sem aviso prévio. Consulte sempre os sites oficiais.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *