Cidade de Volterra e o Alabastro

História das Artes > Sala dos Professores > Cidade de Volterra e o Alabastro
Cidade de Volterra e o Alabastro

Cidade localizada a mais de 500 metros do nível do mar, tem uma história de 3000 mil anos e é uma das cidades antigas mais bem conservadas do mundo – a cidade de Volterra.

Localizada numa região da Toscana conhecida como Val di Cecina – por causa do rio Cecina – a cidade de Volterra fascina pela sua beleza e pela preservação dos seus monumentos.

Sua trajetória tem traços de civilização desde a pré-história, com os etruscos, que costumavam fazer suas cidades assim, no alto de morros, para poder ter uma vista ampla e perceber quando inimigos se aproximassem com dias de antecedência.

Depois vieram os romanos. Apesar de terem dominado a cidade, eles viveram em clima de cooperação com o povo antigo, por isso Volterra não foi muito destruída nesse processo.

Vista do anfiteatro Romano.
Vista do anfiteatro Romano.

Com a queda do Império Romano, a cidade foi dominada na Idade Média pela Igreja e, mais tarde, pelos famosos Médici, de Florença.

Fortaleza dos Médicis
Fortaleza dos Médici

Volterra, uma cidade medieval muito bem conservada e cheia de história. São ruelas, portais, igrejas, casas-torre e palácios. Tudo isso sem carros circulando pelas ruas.

Como fica no topo de um platô. Lá de cima, a vista para os arredores é arrebatadora.

Reúne a maior herança etrusca do país, com o excelente Museu Etrusco Guarnacci.

Possui uma muralha original, do século 12, com resquícios da antiga muralha etrusca e ainda partes romanas e medievais.

Porta do Arco
Porta do Arco

No fim da Segunda Guerra Mundial, quando os nazistas estavam saindo de Volterra, eles queriam explodir o antigo portal para dificultar a entrada dos Aliados. A população da cidade não queria deixar que uma construção de tamanho valor histórico fosse destruída. Assim, da noite para o dia, todos os moradores se uniram e cobriram com pedras toda a entrada da Porta dell’Arco. Com essa barreira construída pelos moradores de Volterra, os nazistas não destruíram o mais antigo portal da cidade, que hoje possui até uma placa comemorativa para contar essa história.

Além de uma história fascinante, outra característica importante que rende fama a Volterra, é o trabalho realizado com o Alabastro – tipo de mineral utilizado na fabricação de verdadeiras obras de arte.

Pedras de Alabastro
Pedras de Alabastro

A pedra de Alabastro é utilizada desde a Antiguidade.

O Alabastro também, é largamente utilizado como pedra ornamental, especialmente na decoração eclesiástica e para corrimões de escadas e átrios. A sua baixa dureza permite que seja facilmente trabalhada em formas elaboradas, mas a sua solubilidade em água torna-a impossível de utilizar em trabalhos de exterior.

Vitral de Bernini na Basílica de São Pedro - Vaticano.
Vitral de Bernini na Basílica de São Pedro – Vaticano.

O Alabastro mais puro, é um material de cor branca-neve de grão muito fino, que ocorre geralmente associado a um óxido de ferro, o qual produz manchas e veios marrom no alabastro.

Visitar artesãos locais e assistir o processo de lapidação da pedra permite uma aula de escultura e aprender com a criatividade e habilidade desses artistas.

Volterra – uma cidade para quem gosta de Arte e de História.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *