Museu Picasso Paris

História das Artes > Museus > Museu Picasso Paris
Museu Picasso Paris

O Museu Picasso reabriu oficialmente suas portas no dia 25 de outubro de 2014 depois de quase 5 anos de reformas custosas. A renovação do museu, lar de mais de 5.000 pinturas, esculturas, gravuras e arquivos pessoais de Picasso, foi marcada por seguidos atrasos, brigas e polêmicas.

O Museu Picasso fica no Hôtel Salé, uma das maiores e mais extravagantes mansões parisienses construída no século 17 (apenas uma construção da época rivalizaria com a casa de Pierre Aubert de Fontenay: o château de Vaux-le-Vicomte, mas sem os jardins).

Sua arquitetura tem inspirações italianas. O edifício possui uma das escadarias mais deslumbrantes e cinematográficas da cidade.

UMA MANSÃO DE PRESTÍGIO

O edifício onde se encontra o museu foi construído entre 1656 e 1659 por Pierre Aubert de Fontenay, um coletor de impostos sobre o sal, daí vem o nome do prédio: “salé” significa salgado em francês.

Para instalar-se, ele escolheu uma área ainda pouco desenvolvida e onde o rei da França desejava incentivar a urbanização, chamada região Marais (pântano em francês). Ele queria que seu edifício rivalizasse com as mansões dos nobres que habitavam a região.

No interior do edifício temos o único resquício original da época de Fontenay, a escadaria monumental. Dois lances de escada nos levam ao primeiro andar do edifício, onde uma balaustrada em ferro forjado oferece múltiplos pontos de vista da escadaria. Esse detalhe era ideal para as festas da época, pois do alto da escadaria os convidados podiam observar com tranquilidade todos aqueles que chegavam para a festa.

A escadaria tem uma decoração abundante de altos relevos esculpidos com motivos da antiguidade clássica, como colunas corintianas, bustos de personagens nobres, atlantes (colunas antropomorfas onde, no lugar do fuste, se apresenta a forma esculpida de um homem) e guirlandas que são sustentadas pelos putti (putto em italiano significa criança; na arquitetura são motivos ornamentais de figuras de meninos, geralmente nus e com asas, em forma de cupido ou querubim).

Fontenay era um astuto homem de finanças, ele avançou na carreira através da especulação financeira. Porem, após uma crise financeira do Estado, ele foi à falência e seus credores rapidamente tomaram suas propriedades, incluindo o edifício. E é nesse momento que seus difamadores apelidam a grande mansão de Hôtel Salé, em uma referência ao imposto do sal e também como trocadilho de sale (sujo) devido ao comportamento financeiro arriscado e à vida poligâmica do casal Fontenay.

A MANSÃO SE TRANSFORMA EM MUSEU

Em 1962 a Cidade de Paris adquire o imóvel e o submete a uma longa restauração. Nessa época os herdeiros de Picasso estavam fazendo um acordo com o Estado Francês sobre os altos impostos que recaiam sobre a enorme herança deixada pelo artista. O acordo previu que em troca de abatimentos nos impostos, a família doasse parte da coleção do artista.

Desse acordo, centenas de obras foram doadas e o Estado decidiu abrigá-las no recém-restaurado Hôtel Salé, na região do Marais que passava por um projeto de revitalização urbanística.

A primeira versão do museu foi inaugurada em 1985 e, também naquela época, foram precisos 6 anos para transformar o prédio original em um local próprio para abrigar, exibir obras e receber grandes grupos de visitantes.

O museu atual é bem grande em área e em acervo. São mais de 5.000 obras cobrindo todas as fases de Picasso além de dezenas de milhares de peças de arquivo: esboços, documentos e registros fotográficos do pintor em si e de sua atividade artística.

Nas cinco salas do subsolo são reproduzidos de forma didática os diferentes ateliês do artista e seu processo de criação em seus períodos cubista, surrealista, da guerra e dos anos 1950-60.

A partir do térreo e até o segundo andar o percurso é cronológico, revelando a trajetória artística do pintor, de 1895 a 1972.

No terceiro e último andar ficam as obras de grandes mestres da pintura que faziam parte de coleção particular de Picasso. São obras de Cézanne, Gauguin, Matisse, Renoir, Braque, Modigliani, Miro, Degas, De Chirico e Giacometti. Aqui também são apresentadas os diálogos de Picasso com obras de grandes mestres.

No museu há também um café que, apesar de pequeno, possui um terraço muito agradável que se debruça sobre o pátio de entrada do museu.

agenda

Museu Picasso Paris. 5, rue de Thorigny, 75003 Paris. Metrô Saint Sébastien-Froissart. Aberto de terça a sexta das 11h30 às 18h, sábado, domingos e feriados das 9h30 às 18h. Fechado as segundas (incluindo feriados). Grátis no primeiro domingo de cada mês. No site do museu é possível reservar seu horário de visita.

Clique aqui e veja o Mapa do Museu.

SaibaMaisA reabertura do Museu Picasso se deu bem no dia do aniversário do artista, que nasceu em Málaga, na Espanha, em 1881, mas passou a maior parte da sua vida adulta na França, até a sua morte, em 1973. Ao inaugurar o museu restaurado, o presidente da França, François Hollande afirmou que a modernidade e a energia de Picasso deveriam inspirar a França. “Você não constrói nada com nostalgia. Pablo Picasso foi um pintor do futuro, de esperança, de conquistas. Ele se libertou das regras do passado. Ele era de vanguarda. E a França é um país de vanguarda”, disse. A renovação, que custou cerca de 52 milhões de euros, triplicou o espaço de exibição em cinco andares e tornou o museu mais acessível, para atrair até um milhão de visitantes por ano.

Pouca gente sabe que Picasso também fazia poesias de inspiração surrealista. A editora francesa Gallimard publicou um livro depois de sua morte, chamado Picasso.Escritos, em 1989.

Há outros museus que se dedicam exclusivamente à conservação e exibição das obras de Pablo Picasso. Na França: Museu Picasso Antibes e Museu Picasso Vallauris. Na Espanha: Museu Picasso – Coleção Arias, em Madri, Museu Picasso Málaga, Museu Picasso Barcelona, Fundação Pablo Ruiz Picasso – Casa Natal de Malaga e Centro Picasso d’Horta. Na Alemanha: Kunstmuseum Pablo Picasso Münster e Berggruen Museum.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *