O Museu Nacional do Conjunto Cultural da República – Brasilia

História das Artes > Museus > O Museu Nacional do Conjunto Cultural da República – Brasilia
O Museu Nacional do Conjunto Cultural da República – Brasilia

Obra de Oscar Niemeyer, está localizado na Esplanada dos Ministérios.

O Conjunto Cultural da República constituído de vários equipamentos culturais inclui, principalmente, a Biblioteca e o Museu Nacional, idealizados por Lucio Costa e previstos desde o final da década de 1950.

Segundo a designação do Relatório do Plano Piloto de Brasília1, elaborado em 1957 por Lucio Costa, o Museu Nacional foi construído para integrar o Setor Cultural Sul da Nova Capital.

Concluído em 2006, o Museu Nacional representa uma síntese arquitetônica da alta modernidade que compõe os monumentos da Esplanada.

Sua construção teve início em 1999 e sua inauguração deu-se em 15 de dezembro de 2006, com uma exposição sobre a obra de Oscar Niemeyer.

O Conjunto Cultural da República ocupa o espaço de 91.000 m², sendo 11.000 m² em área edificada.

Concebido por Oscar Niemeyer, o Museu Nacional tem um formato semi-esférico. A cúpula mede 25 m de raio.

Seu interior é dividido em quatro pavimentos: subsolo, piso térreo, piso superior para exposições e mezanino.

No pavimento superior, com acesso independente por meio de duas rampas, está a grande área de exposições com um vão inteiramente livre de 3.203,19 m², exclusivamente destinado a realizações de mostras.

Acima deste vão está o mezanino, que é uma plataforma de 719,63m² e a ele estão ligadas as rampas e elevadores provenientes do expositivo, mais a plataforma de carga e a escadaria de serviço.

No piso térreo encontra-se uma das entradas principais do prédio que dá acesso ao auditório maior (700 lugares) e a outro menor (85 lugares).

Ainda neste espaço encontra-se a Galeria do térreo que recebe exposições de pequeno porte.

As manifestações culturais também ocorrem na área externa do Museu, que é circundado por três espelhos d’água.

A estrutura do prédio é toda em concreto, e sua cobertura, também é de concreto, o que gera uma estrutura dupla.

A face externa da cúpula recebeu impermeabilização contra água e ressecamento, antes da pintura, toda na cor branca.

A face interna da calota, visível do expositivo e mezanino, foi recoberta com placas de gesso; a parte inferior foi pintada com tinta à base de água e a parte superior coberta por revestimento acústico.

A iluminação ambiente é indireta, feita por reflexão, a partir do piso de um grande lustre central.

 

agendaMuseu Nacional de Brasilia
Setor Cultural Sul, lote 2, próximo à Rodoviária do Plano Piloto – Zona 0.
Horário de visitação: Terça-feira a domingo, das 9h às 18h30.
Telefones: (61) 3325-5220 e 3325-6410

Fique atento! Horários podem mudar sem aviso prévio. Consulte sempre os sites oficiais.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *