Museu do Louvre

História das Artes > Posts com a tag "Museu do Louvre"
A Morte de Sardanapalo, Eugène Delacroix

A Morte de Sardanapalo, Eugène Delacroix

Este suntuoso quadro é uma livre inspiração da peça Sardanapalo, escrita por Lorde Byron, publicada em 1821, que conta a história do cerco e da queda do rei da segunda dinastia assíria no final do século 9. Continue Lendo

A Banhista de Valpinçon, Ingres

A Banhista de Valpinçon, Ingres

Recebendo o nome do colecionador que comprou a obra pela primeira vez, A Banhista de Valpinçon é uma representação serena do nu humano, de clássica beleza. Continue Lendo

Curiosidades da Mona Lisa, Leonardo da Vinci

Curiosidades da Mona Lisa, Leonardo da Vinci

A pintura Mona Lisa, que deve ser a mais facilmente reconhecida no mundo, mantida na Salle des Etats (Sala dos Estados), na Ala Denon do Louvre, até 2003, quando foi movida para uma sala que melhor acomoda grandes as multidões que desejam vê-la. Continue Lendo

Os Quadrões de Mauricio de Souza

Os Quadrões de Mauricio de Souza

Uma visita de Mauricio de Souza ao Museu de Arte de São Paulo – MASP, no final da década de 80 quando ao ver uma de suas obras favoritas” Rosa e Azul”, do pintor impressionista francês Auguste Renoir, Maurício se perguntou como seria colocar a turma da Mônica nas obras de grandes artistas para ensinar e divulgar arte para crianças de uma maneira diferente. Continue Lendo

Sant’Ana, a Virgem e o Menino, Leonardo da Vinci

Sant’Ana, a Virgem e o Menino, Leonardo da Vinci

Tida como a obra predileta do autor, o quadro, embora inacabado, mostra a incomparável habilidade de Leonardo da Vinci na técnica do sfumato – a transição tão sutil de tons que, nas próprias palavras do artista, eles emergem “sem linhas ou limites, à maneira da fumaça”. Continue Lendo

Os Massacres de Quios, Eugène Delacroix

Os Massacres de Quios, Eugène Delacroix

Em abril e maio de 1822, durante a guerra de independência da Grécia, 20.000 gregos foram massacrados pelos turcos na pequena ilha de Quios. No ano seguinte, Delacroix decidiu pintar um quadro retratando as atrocidades dos combates.  Continue Lendo

A Barca de Dante, Eugène Delacroix

A Barca de Dante, Eugène Delacroix

A ousadia das telas de Delacroix era constante desafio para os críticos da época A Barca de Dante, sua primeira grande obra, suscitou enorme entusiasmo no Salão de 1822, quando o Barão Gros aclamou-a como “a vitória sobre Rubens“. Dois anos mais tarde o próprio Gros se referiria ao quadro Os Massacres de Quios como “o massacre da pintura”. Continue Lendo

A Balsa da Medusa, Théodore Géricault

A Balsa da Medusa, Théodore Géricault

Esse quadro se inspira no trágico naufrágio, do verão de 1816, da fragata francesa chamada Medusa dirigida a Senegal, cujos sobreviventes vagaram pelo oceano sobre uma balsa. Géricault capta na tela o momento em que alguns náufragos avistam uma vela no horizonte e parece como se na balsa de horror e morte ocorresse uma palpitação de vida e esperança. Continue Lendo

Mona Lisa, Leonardo da Vinci

Mona Lisa, Leonardo da Vinci

A Mona Lisa de Leonardo da Vinci é provavelmente a pintura mais famosa do mundo. Está no Museu do Louvre, em Paris, protegida por um grosso vidro à prova de balas. Continue Lendo