Aventura de Delacroix no Marrocos

História das Artes > Sala dos Professores > Aventura de Delacroix no Marrocos
Aventura de Delacroix no Marrocos

No ano-novo de 1832, Eugène Delacroix partiu de Paris numa viagem que o marcaria para sempre.

Um diplomata, o Conde Charles de Mornay, ia fazer uma visita oficial ao Marrocos, e o convidou para registrar o evento.

O artista ficou extasiado com o que viu – suas fantasias sobre o Oriente concretizadas.

As agitadas ruas de Tânger eram a um só tempo excitantes e cansativas. Delacroix escreveu que os fulgurantes reflexos do sol nas paredes brancas o cansavam muito.

Delacroix fez inúmeros esboços durante a viagem Chegou a preencher sete cadernos com desenhos e aquarelas.

Após seis semanas em Tânger, percorreram cerca de 220 quilômetros em carro de boi até Meknes, onde receberam presentes exóticos: um leão, um tigre, gazelas e garanhões.

Essa viagem lhe forneceria inspiração para inúmeros trabalhos.

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Aventura de Delacroix no Marrocos. História das Artes, 2020. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/aventura-de-delacroix-no-marrocos/>. Acesso em 18 Sep 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: