Beltracchi: A Arte da Falsificação

História das Artes > Sala dos Professores > Beltracchi: A Arte da Falsificação
Beltracchi: A Arte da Falsificação

O diretor Arne Birkenstock o filme Beltracchi: A Arte da Falsificação, traz à tona a história de Wolfgang Beltracchi, que durante anos, realizou mais de trezentas falsificações de quadros de grandes mestres, como Picasso, Max Ernst, Fernand Léger e Heinrich Campendonk.

Ele e sua mulher vendiam as falsificações criando histórias sobre a procedência dos quadros considerados desconhecidos: elas seriam parte de uma coleção que pertenciam à família. Como prova, criaram até fotos em estilo antigo.

Um descuido, porém, acabou por expô-lo. Em um quadro supostamente de 1914, de Heinrich Campendonk, ele usou branco titânio, e esse tipo de tinta ainda não existia na época.

Em 2011, Beltracchi foi sentenciado a seis anos de prisão e sua mulher, a quatro anos. Antes do julgamento, durante a prisão preventiva, ele pintou retratos de outros prisioneiros e continuou pintando obsessivamente, na prisão e depois de ser solto. A sentença foi reduzida, e ele foi solto em janeiro de 2015.

Hoje em dia, Beltracchi ele continua pintando, mas agora assina os quadros com seu nome. Em parceria com sua esposa, eles já publicaram dois livros e trabalharam em documentários.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *