Gabrielle com Joias, Renoir

Gabrielle com Joias, Renoir
   

A moça protagonista desta tela é Gabrielle Renard. Esta moça, prima da esposa do pintor, começou a trabalhar para o casal como criada,  quando tinha catorze anos, em 1893, pouco antes do nascimento de Jean, segundo filho do casal; e permaneceu com a família até aproximadamente 1919, ano em que se casou com o pintor americano Conrad Slade.Gabrielle, que foi em princípio babá dos filhos de Renoir, rapidamente se fez indispensável na casa, tanto pelo cargo que assumiu, como por ter se tornado a modelo que o pintor utilizou para esses corpos sensuais, que ele apresentava em suas obras de nus de mulheres belas e, ao mesmo tempo, rústicas e ideais.

Renoir pintou-a infinitas vezes em diferentes atitudes e momentos, umas vezes cuidando de seus filhos Jean e Claude. Outras, sozinha com joias, flores ou vestidos vaporosos e abertos e com uma graça de movimentos que talvez a jovem nunca teve.

Por volta de 1898, o pintor começa a utilizar umas harmonias em tons dominantes, vermelhos e dourados. Ele chegou à conclusão de que deveria tentar dominar o efeito que o passar do tempo causaria sobre as cores de suas obras. Desta maneira, quando alguém lhe perguntava sobre o porque desse uso dos vermelhos tão excessivos, ele mesmo advertia que com o tempo, a cor desceria o tom e o tempo faria o resto.

Suas pinceladas são soltas e fluidas, desenhando umas formas imprecisas e diluídas que dotam a composição de uma aparência etérea. Gabrielle, apesar de sua estrutura corporal robusta e voluminosa, chega a parecer frágil e delicada.

A relação de Renoir com as pessoas simples nunca se alterou e, inclusive, em suas obras mais tardias, ele se fixou com maior simpatia nelas, exteriorizando esta relação em obras.

Estas obras de Gabrielle estão cheias desse ambiente tranquilo, aprazível e cálido que Renoir expressa por meio da figura feminina com um estilo próprio e inigualável.

Gabrielle com Joias, 1910, óleo sobre tela, 81 x 65 cm, Pierre-Auguste Renoir, Coleção Particular.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre essa obra de Renoir, experimente desenvolver sua releitura sobre o tema, inspire-se nas características do Impressionismo, usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando  #historiadasartestalento

COMO CITAR:

Para citar esta página do História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o texto abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Gabrielle com Joias, Renoir. História das Artes, 2021. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/gabrielle-joias-renoir/>. Acesso em 03 Dec 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: