Neoimpressionimo, a busca pela ciência da cor

História das Artes > Sala dos Professores > Neoimpressionimo, a busca pela ciência da cor
Neoimpressionimo, a busca pela ciência da cor
   

Em 1883-1884, Georges Seurat desenvolve um método científico para a pintura, baseado na divisão das pinceladas. As cores não são representadas diretamente: elas nascem da justaposição de tons, calculados em função de seus efeitos óticos. O olho recompõe a distância o conjunto de pontos e traços minúsculos aplicados sobre a tela de forma paralela ou perpendicular.

O pontilhismo provoca uma geometrização das formas que são conectadas umas às outras, de modo cadenciado, por arabescos decorativos.

Os seus seguidores aplicaram a técnica pontilhista, assim como o uso das cores complementares e dos contrastes simultâneos, até o início do século 20.

Clique aqui e conheça mais sobre esse movimento artístico.

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Neoimpressionimo, a busca pela ciência da cor. História das Artes, 2020. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/neoimpressionimo-a-busca-pela-ciencia-da-cor/>. Acesso em 22 Oct 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: