Peggy Guggenheim: Paixão por Arte

História das Artes > Sala dos Professores > Peggy Guggenheim: Paixão por Arte
Peggy Guggenheim: Paixão por Arte

Em 1921, com 20 e poucos anos e uma herança, Peggy Guggenheim partiu de Nova York para Paris. Rapidamente se aproximou da boemia parisiense, fazendo amizade com Jean Cocteau, Duchamp e Man Ray, entre muitos artistas modernos. Visionária e apaixonada por arte, iniciou nesse período o que viria a ser uma das mais importantes coleções de arte do século 20.

O documentário Peggy Guggenheim: Paixão por Arte retrata seu corajoso percurso, seu mecenato de artistas como Pollock, suas relações, por vezes amorosas, com mestres como Max Ernst e Samuel Beckett, e a fundação da Coleção Peggy Guggenheim, em Veneza.

Marguerite “Peggy” Guggenheim (1898–1979) além de uma grande herdeira, foi mecenas de artistas e dona de uma das mais importantes coleções de arte moderna do século 20. Ela era filha de Benjamin Guggenheim, que faleceu no naufrágio do Titanic, em 1912, e sobrinha de Solomon R. Guggenheim, que estabeleceu a Fundação Solomon R. Guggenheim, com museus em vários países.

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Peggy Guggenheim: Paixão por Arte. História das Artes, 2020. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/peggy-guggenheim-paixao-por-arte/>. Acesso em 27 Sep 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: