Pescadoras Valencianas, Sorolla

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Pescadoras Valencianas, Sorolla
Pescadoras Valencianas, Sorolla
   

Em 1915, Sorolla continua trabalhando em sua colossal obra para a decoração da Sociedade Espanhola de Nova Iorque. No mês de maio se dirige a Valença e Barcelona para buscar nova inspiração para os próximos painéis. Mas pouco tempo depois, abandona esta ideia e descansa durante um breve período da decoração. No mês de junho se estabelece em Valença e se dedica a executar uma série de composições em suas praias, nas quais mistura o tema da praia com os costumes marinhos. Esta é a obra mais representativa deste momento, com a qual o pintor retoma seu estilo pessoal e de caráter íntimo, liberando-se da rigidez na execução e temática, que a decoração impunha.

O tempo de descanso lhe dura pouco já que no mês de julho torna a estar ocupado na decoração; desta vez se instala em Pontevedra para realizar o painel dedicado a Galícia.

A cena está composta por três figuras femininas em primeiro plano. O grupo aparece recortado sobre um fundo de areia e mar.

Todas estão vestidas de branco e a da parte esquerda se destaca por seu lenço e avental escuros; ela leva no braço uma resplandecente cesta de vime. As outras duas levam no colo umas crianças vestidas com a mesma tonalidade de cor que os vestidos das mulheres.

Ao fundo, no mar, outras crianças nadam e brincam com as ondas.

A luz é o elemento principal da composição. Para esta cena, Sorolla escolheu o momento do ocaso, quando os raios incidem obliquamente inundando tudo de luzes douradas. Por estes reflexos, as sombras se projetam em sentido transversal sobre a areia do primeiro plano.

É possível estabelecer uma análise comparativa entre esta obra e outra, intitulada Saindo do Banho, realizada no mesmo ano. Ambas as obras mostram a maneira que Sorolla tinha para graduar a luz. Saindo do Banho representa a luz da manhã, por isso se estabelece uma luz fria, de tonalidades prateadas.

Por outro lado, para sua magnífica obra Pescadoras Valencianas, ele utiliza a luz dourada da última hora da tarde. Mas o que sim têm em comum estas obras realizadas durante este breve período na praia de Valença é que possuem uma grande carga expressiva, conseguida sobretudo pelo forte traço que emprega e pelo efeito das luzes muito contrastadas.

Pescadoras Valencianas, 1915, óleo sobre tela, Joaquín Sorolla, Museu Sorolla, Madri.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre essa obra de Joaquín Sorolla, experimente desenvolver sua releitura sobre o tema, crie uma cena na praia ensolarada, usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando  #historiadasartestalento

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Pescadoras Valencianas, Sorolla. História das Artes, 2020. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/pescadoras-valencianas-sorolla/>. Acesso em 27 Oct 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: