Saving Banksy

Saving Banksy

Banksy é um artista de rua, que intervém em cidades de todo o mundo. Ninguém sabe sua identidade, embora tenha um boato que ele é Robert del Naja, o líder da banda Massive Attack. O documentário Saving Banksy não diz isso, mas diz que ele é britânico, nascido em Bristol, em 1975 e que ele não atua sozinho.

Ben Aine é um artista de rua assim como Banksy e um dos poucos que o conhecem. Na verdade, ele esteve na Palestina anos atrás, pintando com ele algumas de suas obras mais reconhecidas, então seus testemunhos são muito bem-vindos.

Vários de seus grafites não duram mais de 48 horas, porque muitas pessoas pintam por cima da sua pintura. Houve um homem, chamado Brian Greif, que se propôs salvar uma peça e seu desejo era de levá-la a um museu. Mas não conseguia ninguém que quisesse abrigar o grafite de um rato. O rato é uma das imagens mais icônicas de Banksy.

E a pintura conhecida como O Rato da Rua Haight, que tomou muito dinheiro, desde tirá-la de seu lugar até guardá-la, esteve em Art Miami, onde Stephan Keszler se encarregou de montar una exposição com muitas obras de Banksy.

As obras foram vendidas por altos valores, mas Banksy não recebeu nada por isso. “Não podemos mudar o mundo até que o capitalismo entre em colapso enquanto todos nós deveríamos ir às compras como consolo.” Assinado: Banksy.

O que nos leva a nos perguntar se manter as artes que foram feitas na rua é bom. É certo encontrar um lar para elas? Preservá-las, se é uma arte temporária?

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Saving Banksy. História das Artes, 2020. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/saving-banksy/>. Acesso em 27 Sep 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: