Exposição

História das Artes > Posts com a tag "Exposição"
Vazios, Intervalos e Juntas | MASP | Casa de Vidro

Vazios, Intervalos e Juntas | MASP | Casa de Vidro

Uma artista e duas exposições em São Paulo.

Definidas pela própria artista como “esculturas criadas no espaço”, os trabalhos de Leonor Antunes (Lisboa, Portugal, 1973) estabelecem relações entre a escultura, a arquitetura, o design, a luz, e o corpo — do espectador que trafega pela galeria ou do ambiente que a artista ocupa.

Antunes dedica atenção especial aos materiais que emprega, frequentemente naturais ou orgânicos, bem como à ação do tempo e do uso sobre eles, sublinhando traços e tramas, técnicas e texturas. Continue Lendo

Gego: A Linha Emancipada | MASP | SP

Gego: A Linha Emancipada | MASP | SP

A exposição vai encerrar o ciclo das “histórias das mulheres, histórias feministas”, que foi a base do MASP em 2019.

A artista Gego (Gertrud Goldschmidt, Hamburgo, Alemanha, 1912–Caracas, Venezuela, 1994) estudou arquitetura e engenharia em Stuttgart; enfrentando o crescente antissemitismo no seu país de origem, ela migrou para a Venezuela em 1939, onde trabalhou como arquiteta. Continue Lendo

Exposição Antonio Bandeira | MAM | SP

Exposição Antonio Bandeira | MAM | SP

Um dos pioneiros do abstracionismo no Brasil, o pintor ganha exposição que abrange diversos períodos de sua produção, com curadoria de Regina Teixeira de Barros e Giancarlo Hannud.

A exposição recebe um conjunto de cerca de 60 trabalhos do artista Antonio Bandeira (1922–1967)

Ela reúne obras de diferentes fases da produção do artista, desde as primeiras pinturas figurativas até as grandes telas de tramas, criadas nos últimos anos de sua carreira.

Continue Lendo

Memorial do Desenho | MAC-USP | Ibirapuera | SP

Memorial do Desenho | MAC-USP | Ibirapuera | SP

A exposição apresenta um relevante recorte do acervo de desenhos do museu paulistano, com obras modernas e contemporâneas.

Dentro da coleção de mais de 10 mil obras da instituição, cerca de 70% são em suporte papel, e foi principalmente nestas peças que a curadora Carmen Aranha focou sua pesquisa. Continue Lendo

Exposição Linhas da Vida | Chiharu Shiota | CCBB SP

Exposição Linhas da Vida | Chiharu Shiota | CCBB SP

A transitoriedade dos ciclos da vida, a memória e a própria experiência pessoal inspiram a obra da japonesa Chiharu Shiota.

Conhecida principalmente por seus trabalhos site specific em grande escala, frequentemente compostos por emaranhados de linhas, Shiota é autora de uma obra multidisciplinar, desdobrada em suportes diversos: são instalações, performances, fotografias e pinturas. Continue Lendo

Superfícies | Vik Muniz

Superfícies | Vik Muniz

Há três anos sem expor individualmente em São Paulo, Vik Muniz  com a exposição Superfícies.

São 22 obras inéditas que exploram limites entre fotografia e pintura, partindo de obras abstratas de outros autores.

Paralelamente, a exibição ocorre também em Nova York. Continue Lendo

Exposição Entrevendo – Cildo Meireles | Sesc Pompéia | SP

Exposição Entrevendo – Cildo Meireles | Sesc Pompéia | SP

A exposição Entrevendo é a maior antologia já exposta na América Latina sobre a obra de Cildo Meireles.

Com curadoria de Júlia Rebouças e Diego Matos, a exposição reúne cerca de 150 criações – algumas inéditas no país – e preenche uma lacuna de quase duas décadas sem uma grande mostra nacional do artista, um dos nomes mais importantes da arte brasileira. Continue Lendo

Exposição Alphonse Mucha: O Legado da Art Nouveau | CCFiesp | SP

Exposição Alphonse Mucha: O Legado da Art Nouveau | CCFiesp | SP

A exposição traz ao público brasileiro a obra de Alphonse Mucha (1860-1939), um dos artistas mais destacados da virada do século XIX na Europa e o principal expoente do movimento Art Nouveau. Continue Lendo

36º Panorama da Arte Brasileira | MAM | SP

36º Panorama da Arte Brasileira | MAM | SP

“Sertão” é o título e o conceito proposto pela curadora Júlia Rebouças para articular o 36º Panorama, do qual participarão 29 artistas e coletivos, e que tem assistência curatorial de Maria Catarina Duncan.

Após um extenso processo de pesquisa e viagens por diversas regiões do Brasil, incluindo cidades como Cachoeira (BA), Recife (PE), Brasília (DF), Florianópolis (SC), São Paulo e a região do Cariri cearense, a curadora convidou artistas que se relacionam com o conceito, entendendo a própria arte como “sertão” – em sua instância de experimentação e resistência –, contestando, portanto, o viés restritivamente geográfico facilmente associado à palavra. Continue Lendo