A abertura parcial do GEM em 2019

História das Artes > Museus > A abertura parcial do GEM em 2019
A abertura parcial do GEM em 2019

Em junho de 2018, o diretor geral do Grande Museu Egípcio Tarek Tawfik revelou que a abertura parcial do museu será no primeiro trimestre de 2019.

Tawfik explicou que a primeira etapa do GEM será concluída até o final de 2018. O Grand Egyptian Museum testemunhará pela primeira vez a exibição de todos os artefatos de Tutancâmon reunidos em um único local, totalizando mais de 5.000 peças.

Quanto ao museu arqueológico que já existe, o Museu Egípcio, na Tahrir Square, Cairo, vai receber uma merecida reforma. As obras de lá – com exceção da coleção de Tutancâmon e os tesouros da Rainha Hetepherés, mãe de Queóps , continuarão em exposição, mas, segundo o diretor, com mais espaço e uma nova atmosfera para que o visitante possa apreciar seus detalhes.

Em 3 de outubro de 2017, a equipe do Grande Museu Egípcio empacotou a segunda carruagem histórica e a cama de Tutancâmon para transportá-los ao Grande Museu Egípcio, localizado a cerca de dois quilômetros das Pirâmides de Gizé.

A equipe de reparos usou materiais e métodos modernos no processo de empacotar e mover a cama. Eles também usaram levantadores de ar precisos que facilitavam a movimentação da cama da área da base sem exercer nenhum esforço mecânico sobre ela. Estudos anteriores sobre a estrutura interna e articulações de madeira da cama do rei foram implementados usando um dispositivo de raios-X, o que ajudou muito a identificar os pontos fracos no leito e determinar a quantidade de intervenção necessária para mantê-lo durante o processo de transferência.

O lobby do GEM abrigará a estátua do rei Ramsés II e a coluna de seu filho, o rei Merneptah. A grande escadaria incluirá 87 estátuas reais e grandes elementos arquitetônicos, incluindo uma estátua dos reis Khafre, Menkaure, Senusret, Akhenaton e Amenhotep III.

De acordo com o diretor responsável pelo novo museu, Tarek Tawfik, “Segundo a Lei das Antiguidades, somente egípcios podem trabalhar na restauração dos artefatos. Eles são todos absorvidos do Departamento de Restauração da Faculdade de Arqueologia da Universidade do Cairo. Só quando temos a sensação que não conseguiríamos resolver é que pedimos ajuda de especialistas no exterior. O Egito é muito consciente de que esses artefatos não só são a história do país, mas são parte da herança da humanidade”.

Grande Museu Egípcio (Grand Egyptian Museum ou GEM). Rd Deserto Alexandria – Kafr Nassar – Al Haram – Gizé – Egito.

 

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *