Levar as Crianças aos Museus

História das Artes > Sala dos Professores > Levar as Crianças aos Museus
Levar as Crianças aos Museus

Muitos pais pensam que levar as crianças a um museu é uma loucura ou que seria muito difícil controlar a sua curiosidade e o seu comportamento, mas na verdade não é assim.

Uma visita ao museu pode ser muito estimulante tanto para as crianças como para os pais. Se o que se quer é introduzir a criança no mundo da arte, das histórias, coleções e da cultura, o melhor lugar para começar é um museu.

O importante é não tratar nem exigir da criança como se ela fosse um adulto. A reação e o comportamento das crianças num museu pode surpreender aos pais, principalmente quando eles escolhem um museu com temática mais adequada à idade e aos interesses deles.

A primeira visita ao museu com uma criança deve ser bem relaxada e tranquila.

Se deve ir passo a passo, para que a criança possa aproveitar e curtir esta experiência, sem pressas.

A arte faz com que as crianças possam conhecer um novo mundo de cores, de formas, de texturas, e expressar ao mesmo tempo as suas impressões e emoções. É uma despertam da criatividade e imaginação.

Antes de levar o seu filho a um museu é muito importante falar com ele sobre o que irá ver e aprender.

Se o seu filho não demonstra interesse, não insista. As crianças não são iguais, têm forma de expressar e de se interessar diferentes.

Então, respeite a forma de ser e de receber do seu filho. É importante que explique ao seu filho como ele deve se comportar no museu para não incomodar aos demais visitantes.

A primeira visita ao museu com as crianças

Na cidade de São Paulo tem inúmeros museus que trazem espaços agradáveis para a criança se entreter além de apreciar o motivo da exposição.

Em todas as cidades existem museus, quer de um artista só ou de algum assunto pertinente à cidade. Faça uma busca e escolha de acordo com o perfil do seu filho.

Existem sites com a relação dos museus e o que eles oferecem para que a visita possa ser realmente bem preparada e conversada.

A criança por si só é muito curiosa e cabe ao adulto oferecer meios para que a curiosidade transforme-se em motivação.

Chegou o grande dia e vocês já estão na porta do museu. Podem começar percorrendo o itinerário que oferece o museu.

Se notar que o seu filho, no meio do caminho se sente atraído por algum quadro ou outra obra, dê tempo a ele para observá-la.

Quando notar que o seu filho vai seguir andando, tente perguntar sobre o quadro. Com que se parece esta figura?  O que ele acha que o pintor estava pensando quando o pintou?

A linguagem usada deve ser bem simples e acessível à criança, não esqueça.

E quando terminar a visita ao museu pergunte ao seu filho o que mais ele gostou e o que menos.

Em casa, você poderá tirar mais proveito da visita, pedindo ao seu filho que faça um desenho inspirado em alguma obra do museu para presentear a papai, à algum familiar ou amigo.

Depois da primeira experiência, ofereça sempre esse entretenimento para encantar o crescimento das crianças.

Com colaboração Guia Infantil

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *