Nova iluminação da Capela Sistina

História das Artes > Museus > Nova iluminação da Capela Sistina
Nova iluminação da Capela Sistina

Desde novembro de 2014, a famosa Capela Sistina tem nova iluminação com tecnologia avançada.

Ela apresenta suas preciosas obras para 4,5 milhões de visitantes por ano em uma variedade de cores completamente nova, porque até então as cores dos famosos afrescos do artista italiano Michelangelo eram difíceis de serem visualizados na transição entre o dia e a noite.

A Capela Sistina está situada no Palácio Apostólico, residência oficial do Papa na Cidade-Estado do Vaticano. É famosa por sua arquitetura, inspirada no Templo de Salomão do Antigo Testamento, e por sua decoração em afrescos, pintada pelos maiores artistas da Renascença, incluindo Michelangelo, Rafael, Bernini e Sandro Botticelli.

A capela tem o seu nome em homenagem ao Papa Sisto IV, que restaurou a antiga Capela Magna, entre 1477 e 1480. Durante este período, uma equipe de pintores que incluiu Pietro Perugino, Sandro Botticelli e Domenico Ghirlandaio criaram uma série de painéis de afrescos que retratam a vida de Moisés e de Cristo, juntamente com retratos papais e da ancestralidade de Jesus. Estas pinturas foram concluídas em 1482, e em 15 de agosto de 1483, Sisto IV consagrou a primeira missa em honra a Nossa Senhora da Assunção.

Desde a época de Sisto IV, a capela serviu como um lugar tanto para religiosos, como funcionários para atividades papais. Hoje é o local onde se realiza o conclave, o processo pelo qual um novo Papa é escolhido.

Assista o making of do projeto de iluminação para a Capela Sistina, elaborado pelo Governatorato dello Stato della Città del Vaticano – Direzione dei Musei.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *