Renascimento

História das Artes > Posts com a tag "Renascimento"
Moisés Salvo das Águas, Paolo Veronese

Moisés Salvo das Águas, Paolo Veronese

Nos dez últimos anos de atividade, Paolo Veronese alternou faustuosas decorações com meditadas composições sacras. Este pequeno quadro é idêntico ao conservado na National Gallery de Washington, de iguais dimensões, realizado entre 1581 e 1582, e, devido ao grande êxito obtido, foi inúmeras vezes repetido com a colaboração do seu ateliê. Continue Lendo

Rogier van der Weyden

Rogier van der Weyden

O nome de Rogier van der Weyden esteve, ao longo da história, seriamente ameaçado: como nunca assinou nem datou seus trabalhos, eles foram confundidos com os de contemporâneos seus, como Van Eyck e outros homônimos, também pintores, na Bélgica flamenga do século 15; e críticos chegaram a levantar a hipótese de que ele nem teria existido. Assim, não fosse a descoberta de Continue Lendo

Um anjo que atende o celular na Holanda

Um anjo que atende o celular na Holanda

Iniciada no século 14 e concluída no século 16, a catedral gótica de ‘s-Hertogenbosch era, na época de Bosch, um dos mais majestosos edifícios do Brabante Setentrional e um dos maiores orgulhos da cidade, cuja vida girava em torno de dois eixos: o comércio de tecido e a Igreja. Continue Lendo

Hieronymus Bosch

Hieronymus Bosch

Jheronumus (ou Jeroen) Anthonissen van Aken – conhecido e admirado em todo o mundo como Hieronymus Bosch – nasceu por volta de 1450 na província holandesa do Brabante Setentrional, muito provavelmente na pequena cidade de ‘s-Hertogenbosch, da qual é quase certo que derivou seu sobrenome artístico. Continue Lendo

A Lamentação, Giotto

A Lamentação, Giotto

Este, com justiça, é um dos mais famosos afrescos da Capela Arena, pois, poucas representações do tema alcançaram tal sentimento de comoção e pesar. Giotto lançou mão do confronto de dois rostos com o intuito de intensificar o efeito dramático. Aqui é a Virgem, sua face contorcida de dor, que encara os olhos já apagados do filho. As outras figuras reagem de maneiras diversas à Continue Lendo

Giotto di Bondone

Giotto di Bondone

Giotto di Bondone nasceu em 1267 em Colle di Vespignano, uma aldeia da região de Mugello, na Itália, a nordeste de Florença. Segundo a lenda, seu pai, Bondone, era dono de uma pequena propriedade rural no vilarejo e criou o menino para pastorear suas ovelhas pelas colinas nas redondezas. Continue Lendo

O Cardeal, Rafael Sanzio

O Cardeal, Rafael Sanzio

Obra-prima da retratística de Rafael dos primeiros anos da atividade romana do pintor, a tela é contemporânea da decoração da Stanza della Segnatura, no Vaticano, em cujos afrescos são inúmeros os retratos de amigos e personagens famosos da época que representavam figuras históricas do passado. Continue Lendo

A Madona de Ansidei, Rafael Sanzio

A Madona de Ansidei, Rafael Sanzio

O retábulo de altar que representa a Virgem com o Menino no trono, rodeada por São João Batista e por São Nicolau de Bari, com a mitra e o pastoral, foi encomendada pela família Ansidei para a Igreja de São Florenzo dei Serviti, em Perugia. Um dos três painéis que compunham a predela, A Prédica de São João Batista, está conservada no mesmo museu, em Londres. Continue Lendo

A Visão de um Cavaleiro, Rafael Sanzio

A Visão de um Cavaleiro, Rafael Sanzio

A interpretação do significado iconográfico deste pequeno quadro é controversa: a hipótese mais provável é representar o Sonho de Cipião, tema recorrente na cultura neoplatônica florentina. Cipião, heroico condottiero romano, adormecido debaixo de um loureiro, deve escolher, em sonhos, entre a Virtude e o Prazer: a primeira, vestida sobriamente, com a cabeça coberta, segura na Continue Lendo