Quadro Vegano

Quadro Vegano

Alimentação saudável essa é a pratica do cotidiano de quem vive no século XXI, muitos adeptos da culinária vegetariana procuram nos produtos naturais, plantados sem agrotóxicos, a base do seu cardápio.

Mas, qual a relação da alimentação vegetariana com a Arte?

Em pleno século XVI existiu um pintor que buscou a inspiração para suas obras em legumes e verduras para a composição das imagens dos seus quadros, seu nome Giuseppe Arcimboldo. Ele foi um dos mais célebres representantes do Maneirismo.

Em 1563, ele produziu a série “As Quatro Estações”. O tema agradou tanto a nobreza da corte de Praga que Arcimboldo recebeu inúmeros convites para pintar, inclusive do próprio imperador Rodolfo II.

Suas pinturas mostram composições de frutas, legumes, animais e objetos exóticos que, olhados com atenção, nos permitem entrever figuras humanas.

O toque de mestre do pintor foi utilizar, em cada tela, elementos que correspondessem ao tema retratado; assim, “A Primavera” é composta basicamente por flores, “O Verão”, por frutas próprias dessa estação, “O Outono”, por folhas e frutas dessa época do ano e “O Inverno”, por uma “árvore sem folhas”.

Aprecie algumas das suas obras:

Para compor um cardápio vegano ou uma obra com frutas e vegetais, as ofertas são imensas:

Cores e texturas oferecidas pelas frutas e vegetais a disposição:

pincel

 

 

Prepare um suporte, que pode ser: papelão, tela, papel paraná.

Planeje a imagem e escolha os vegetais que irão compor sua obra com especial atenção ao tamanho, cores e textura para dar o formato pretendido.

Caso não disponha dos vegetais que imagina para a sua obra, imprima ou recorte de revistas coloridas as imagens e em colagem artística faça o seu Quadro Vegano.

quadro

 

 

Como ficou seu trabalho?  Compartilhe sua experiência conosco através das nossas redes sociais usando #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Um comentário em “Quadro Vegano”.

Os comentários não representam a opinião do www.historiadasartes.com, a responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *