Residenzschloss: Palácio Real de Dresden

História das Artes > Museus > Residenzschloss: Palácio Real de Dresden
Residenzschloss: Palácio Real de Dresden

O Palácio Real de Dresden é um edifício renascentista no centro da cidade de Dresden. Foi a residência dos eleitorado saxônico (1547-1806) e dos reis (1806-1918). Esse palácio foi transformado em museu, um dos primeiros do mundo, para abrigar as coleções de Augusto, o Forte.

Breve história

Originalmente, o edifício era uma fortaleza românica, construída por volta de 1200. De 1468 até 1480, a fortaleza foi ampliada pelo mestre construtor, Arnold von Westfalen, tornando-se uma construção fechada de quatro asas. Em meados do século 16, uma adição foi adicionada no estilo renascentista. Depois de um grande incêndio em 1701, Augusto II, o Forte, reconstruiu grande parte do castelo em estilo barroco.

O Fürstenzug, em português Procissão dos Príncipes, localizado na parte externa do Castelo de Dresde, é um grande mural que foi originalmente pintado pelo artista Wilhelm Walther, entre 1871 e 1876, para celebrar o 800º aniversário da dinastia Wettin, a família dominante da Saxônia. Com objetivo de tornar o trabalho à prova de intempéries, entre 1904 e 1907, o mural foi substituído por aproximadamente 23 mil azulejos de porcelana de Meissen. Com 102 metros de comprimento, é conhecida como a maior arte de porcelana do mundo. O mural exibe os retratos ancestrais dos 35 chefes civis e militares, eleitores, duques e reis da Casa de Wettin entre 1127 e 1904. Também são mostrados 59 cientistas, artesãos, artesãos, crianças e agricultores.

Desde 1485, os governantes da Saxônica fizeram desta localização sua residência. Assim como o Palácio Zwinger, o Palácio Real ou, em alemão, Residenzschloss, também foi destruído durante os bombardeiros dos ingleses e americanos de fevereiro de 1945. Desde sua reconstrução em 1985, o palácio vem se transformando em um completo museu. De 2004 a 2019 foram inauguradas  novas alas com belíssimas coleções.

Coleções

O castelo de Dresden abriga cinco museus. Também é possível acessar uma biblioteca de arte com aproximadamente 260 mil volumes de literatura especial sobre história da arte.

A Caixa-Forte Verde (Green Vault) foi fundada em 1723 por Augusto II, o Forte, apresenta uma variedade única e rica de exposições do período do barroco ao classicismo. Está dividida em duas partes: as originais oito salas rebuscadas que ficam no térreo, das Historisches Grünes Gewölbe, que apresentam uma coleção  de joias, marfins, bronzes e pratas, e a Neues Grünes Gewölbe, no primeiro andar e em projeto expográfico contemporâneo.

Gabinete Numismático apresenta de 300 mil peças, é um dos museus mais antigos de Dresden, datado do início do século 16. Cerca de 30.000 moedas e medalhas saxônicas representam períodos diferentes na história da Saxônia. A coleção também inclui pedidos e insígnias, notas bancárias e títulos históricos, modelos, selos, cunhos de moedas e medalhas, bem como máquinas e equipamentos de cunhagem. Ele também um centro de pesquisa acadêmica e tem uma biblioteca pública de cerca de 30 mil volumes.

Coleção de Impressões, Desenhos e Fotografias mostra o trabalho de artistas de renome de vários países. Existem cerca de 515 mil objetos por mais de 20 mil artistas ao longo de oito séculos. Possui desenhos e gravuras de Albrecht Dürer , Rembrandt , Michelangelo, Caspar David Friedrich, Henri de Toulouse-Lautrec e Pablo Picasso.

Arsenal de Dresden é originário de armas pertencentes a Duques e Eleitores Saxões. A exposição inclui cerca de 10 mil objetos, incluindo capacetes, escudos, espadas, espadas, adagas, sabres e maças, pistolas e rifles, equipamentos de equitação e roupas cerimoniais.

A Câmara Turca é uma coleção separada dentro do Arsenal de Dresden, que é focada na arte do Império Otomano. Ele exibe mais de 600 objetos de arte do Império Otomano, tornando-se uma das coleções mais antigas e significativas fora da Turquia.

Palácio Real de Dresden. Taschenberg 2, Dresden, Alemanha. Aberto das 10h às 18h, fechado às terças. A Procissão dos Príncipes fica na a parede exterior do Stallhof (Pátio dos Estábulos), pode ser visitado passeando pela rua Augustusstrasse.

Fique atento!  O horário pode sofrer modificação Consulte o site oficial da instituição.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *