Skechtbooks

Skechtbooks

São os chamados cadernos de esboços ou rascunhos, para quem gosta de desenhar ou desenhista por profissão é mais que um simples caderno, é um instrumento de trabalho, de pensamentos, reflexões, origens, criação, inspiração e expressão genuína.

É nesse caderno que o artista “pensa visualmente”, planeja, experimenta e registra coisas que vê, rabisca uma cena ou situação, explora as possibilidades de um desenho, teste de cores.

Um sketchbook é um diário desenhado e, nesse sentido, podemos ter uma noção de quanto um artista planejou, estudou para sua obra, seu estilo de desenhar, os materiais que prefere utilizar no seu trabalho, um excelente estudo para conhecer todo processo criativo que antecede a obra.

Os sketchbooks são usados não apenas por artistas contemporâneos, mas é uma prática que vem desde muito tempo, foi a partir do Renascimento que tem-se exemplares desses cadernos, são importantes e muitas vezes ficam expostos, em destaque, junto com a obra finalizada.

Alguns sketchbooks de artistas famosos:

Leonardo Da Vinci fazia uso de cadernos de esboços para estudar e elaborar seus desenhos, seus estudos de anatomia e seus inventos, alguns exemplos:

Pablo Picasso usou vários cadernos para esboçar cada detalhe da obra antes de partir para a tela ou outro suporte, um exemplo é o da grandiosa obra “Guernica”, Picasso fez muitos estudos sobre cada detalhe do famoso quadro.

Candido Portinari também tem seus cadernos de esboços, um bastante conhecido é o que mostra seus estudos de detalhes do imenso painel “Guerra e Paz” que encontra-se na sede da ONU em Nova York – Estados Unidos.

Vincent Van Gogh e Edgar Degas também deixaram seus estudos em cadernos de esboço.

Os sketchbooks são documentos importantes para conhecer todo o processo de criação dos artistas e dada a sua importância estão sendo publicados na forma de livros no exterior e, agora, no Brasil.

Outra modalidade de caderno que existe atualmente são os Art Journals, são cadernos em que o artista registra seus pensamentos, suas ideias e sua arte de forma descomprometida, porém transformaram-se em um livro de expressão do seu autor.

Alguns exemplos de Art Journals:

 

pincel

Experimente fazer um diário desenhado.
Pegue um caderno de desenho mais lápis grafite, lápis de cor, canetas coloridas, cola, tesoura, imagens que você aprecia e comece a fazer o seu Sketchbook ou o seu Art Journal. Você vai se surpreender com tantas possibilidades de expressão.

 

quadro

 

Fotografe seu sketchbook ou art jornal e compartilhe sua experiência conosco através das nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

 

 

 

 

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *