Obras Analisadas

História das Artes > Posts com a tag "Obras Analisadas"
Bacanal de Andros, Ticiano Vecellio

Bacanal de Andros, Ticiano Vecellio

A obra foi encomendada a Ticiano por Alfonso d’Este, duque de Ferrara, para decorar o seu pequeno estúdio, o famoso “camarim de alabastro”, juntamente com outros episódios mitológicos: A Oferenda a Vênus, também conservada no Prado, Baco e Ariadne (Londres, National Gallery) e o A Festa dos Deuses, de Giovanni Bellini, de 1514 (Washington, National Gallery), retocado posteriormente por Ticiano, que harmonizou com as novas telas do ciclo. Continue Lendo

Autorretrato, Ticiano Vecellio

Autorretrato, Ticiano Vecellio

Durante a sua longa vida, Ticiano, que morreu aos oitenta e seis anos, alcançou e conservou um absoluto domínio da pintura graças à riqueza da sua paleta, à liberdade da textura e à invenção compositiva. Continue Lendo

A Alocução do Marquês de Vasto aos Seus Soldados, Ticiano Vecellio

A Alocução do Marquês de Vasto aos Seus Soldados, Ticiano Vecellio

Em 1538, o marquês de Vasto e de Pescara, Alfonso de Ávalos, foi nomeado governador de Milão por Carlos V; no ano seguinte, Veneza encomendou a Ticiano este quadro, que foi enviado a Milão em 1541 por intermédio de Pietro Aretino. Continue Lendo

Mulher Banhando-se no Riacho, Rembrandt

Mulher Banhando-se no Riacho, Rembrandt

O quadro é uma das obras-primas do artista, no auge da fama e do domínio absoluto da sua arte. É uma imagem delicadamente íntima, informal na pose e de uma irresistível proximidade que se supôs tratar-se de uma obra incompleta. Continue Lendo

Rua Mosnier, Édouard Manet

Rua Mosnier, Édouard Manet

A pintura La Rue Mosnier aux drapeaux, em português A Rua Mosnier com bandeirasé uma vista de Paris que sobre o evento da Exposição Universal do mesmo ano, quando as ruas da capital foram decoradas com muitas bandeiras francesas.

Continue Lendo

Rua Saint Denis e Rua Montorgeuil, Claude Monet

Rua Saint Denis e Rua Montorgeuil, Claude Monet

Monet produziu duas pinturas quase idênticas sobre o mesmo tema: o festival de 30 de junho de 1878 celebrando o fim da Exposição Universal. Continue Lendo

A Tragédia, Pablo Picasso

A Tragédia, Pablo Picasso

Na época em que Pablo Picasso se tinha mudado para Paris, que corresponde ao Período azul (1902/1904), surgiram várias obras do artista, em  uma série de obras nos quais retratam sempre uma atmosfera de tristeza.

A Fase Azul se deve ao fato da maioria das personagens representadas revelar, através do seu aspeto, o seu terrível estado não só emocional, mas também físico. Continue Lendo

Jovem vestido como toureiro, Edouard Manet

Jovem vestido como toureiro, Edouard Manet

Nesta obra Manet diverte-se a pintar o seu irmão Gustave vestido com a roupagem típica do sul de Espanha.

Conta a história é que Edouard Manet fazia coleção de roupas espanholas, que o atraiam pelo seu exotismo e as suas comemorações. Continue Lendo

Cristo no Calvário, Juan de Valdés Leal

Cristo no Calvário, Juan de Valdés Leal

Concidadão e quase contemporâneo de Murillo, Valdés Leal representa um aspecto distinto da pintura devota espanhola do século 17. O que em Murillo é agradável, amável, suave e familiar, nele é obscuro e dramático, carregado de paixão, violenta, representante de uma religiosidade mortificada. Continue Lendo

A Dança, Henri Matisse

A Dança, Henri Matisse

Acredita-se que a ideia da composição surgiu em 1905, enquanto o pintor observava alguns pescadores realizando uma dança de roda, a sardana, em uma praia do sul da França. As formas simplificadas das dançarinas ocupam toda a tela, em um padrão rítmico de movimento expressivo. Continue Lendo