Mês: maio 2017

História das Artes > 2017 > maio (Página 2)
Desenhando com Giz Pastel Oleoso

Desenhando com Giz Pastel Oleoso

Os pastéis oleosos são fáceis para trabalhar, é um meio versátil que pode ser usado para desenhos e pinturas. Eles são feitos de cera, que é misturada com o mesmo tipo de pigmentos que tintas a óleo. O pastel oleoso é aplicado em superfícies como telas, madeira ou papel. Continue Lendo

São Domingos de Silos, Bartolomé Bermejo

São Domingos de Silos, Bartolomé Bermejo

A Espanha do século 15 permanece firmemente ancorada na tradição gótica, gerada num período de opulência. O florescimento dos retábulos (imponentes complexos de pintura e de escultura em várias ordens sobrepostas) nas igrejas corresponde a uma ativa histórica e artística dos reinos cristãos na última fase da guerra contra o islã. Continue Lendo

Exposição de Nelson Leirner na Pinacoteca de São Paulo

Exposição de Nelson Leirner na Pinacoteca de São Paulo

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, expõe a obra ‘O anjo exterminador’, do artista paulistano Nelson Leirner. Ela está exposta no Octógono, que fica no primeiro andar do museu. Continue Lendo

Cristo Morto Amparado por um Anjo, Antonello de Messina

Cristo Morto Amparado por um Anjo, Antonello de Messina

Antonello de Messina foi um dos protagonistas da renovação artística europeia de meados do século 15. Na sua obra, sintetizou as múltiplas e ramificadas influências da sua formação napolitana e difundiu os valores da pintura flamenga no conjunto da arte italiana. Continue Lendo

Exposições no Museu Afro Brasil de São Paulo

Exposições no Museu Afro Brasil de São Paulo

O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, abre três novas exposições.

A mostra “Geometria afro-brasileira e africana” alia modernidade e ancestralidade em um conjunto de artistas afro-brasileiros.  Continue Lendo

A Morte da Virgem, Andrea Mantegna

A Morte da Virgem, Andrea Mantegna

Muito provavelmente, o quadro fazia parte da decoração da Capela de Ludovico Gonzaga, no Castelo de San Giorgio, em Mântua, encomendado a Mantegna, em sua chegada à cidade, em 1460. O castelo foi construído por Bartolino da Novara e, torno de 1395-1400, ­aonde Ludovico tinha decidido estabelecer sua residência. Continue Lendo

A Maternidade, Eliseu Visconti

A Maternidade, Eliseu Visconti

Eliseu Visconti, artista eclético, dedicou-se com liberdade à sua produção artística, dialogou com tendências contemporâneas do início do século XX,  como o art nouveau, o simbolismo, o pontilhismo e o impressionismo, buscando a atualização da arte no país. Continue Lendo

Novidades do Museu Casa de Portinari

Novidades do Museu Casa de Portinari

Além de bem artístico, histórico e arquitetônico, a casa é, em si, compreendida como um objeto museológico. Tem seu contexto na cidade de Brodowski, como edificação do início do século 20, moradia família e nas intervenções funcionais e artísticas projetadas por Candido Portinari. Continue Lendo

Exposição Quem tem medo de Terezinha Soares?

Exposição Quem tem medo de Terezinha Soares?

Inaugurando um eixo temático sobre sexualidade, que reunirá vasta programação de exposições, o MASP apresenta, até 06 de agosto de 2017, a exposição “Quem tem medo de Teresinha Soares?”, com mais de 50 obras do intenso período produtivo da artista mineira Teresinha Soares (Araxá, 1927), que se deu entre 1965 e 1976. Continue Lendo