Camponesas Bretãs, Paul Gauguin

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Camponesas Bretãs, Paul Gauguin
Camponesas Bretãs, Paul Gauguin

Uma viagem a um país com uma cultura diferente também pode influenciar muito a obra de um artista. Foi o que aconteceu com o trabalho de Paul Gauguin após uma estadia na Polinésia.

Gauguin retornou à França e suas figuras ganharam a robustez das mulheres do Taiti. Observe as duas camponesas conversando. Veja os volumes quase cilíndricos dos corpos e braços das mulheres na pintura, além dos pés e mãos pesados e rostos com maças salientes.

Os pés da camponesas que veste saia vermelha estão cortados, fora do plano da tela, um recurso bem usado pelos pintores do Impressionismo, semelhante à fotografia.

A paleta de cores é radiante e o artista construiu a textura dos aventais. Para acentuar o branco das toucas, ele escureceu o fundo com tons de azul, cinza e verde, deixando mais densa a copa das árvores.

Camponesas Bretãs, 1894, óleo sobre tela, 66 x 92,5 cm, Paul Gauguin, Museu d”Orsay, Paris.

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Gauguin, experimente fazer uma releitura dele ou crie uma composição com pessoas e paisagem, tente aplicar o recurso de deixar parte da composição fora do plano, e use o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *