Francofonia – Louvre sob Ocupação

História das Artes > Sala dos Professores > Francofonia – Louvre sob Ocupação
Francofonia – Louvre sob Ocupação
   

Desde 1932, quando o partido nazista se tornou o maior do parlamento alemão, diretores de museus da França, temendo um possível conflito armado com o país de Adolf Hitler, passaram a esconder as obras de arte de seus acervos.

Tanto é que, quando a França declara guerra à Alemanha, o Louvre, em Paris, já estava vazio. Essa é a história contada no filme Francofonia – Louvre sob Ocupação, que teve sua estreia no Brasil em 11 de agosto, com distribuição da Imovision.

O longa, dirigido pelo russo Alexander Sokurov (de Arca Russa e Fausto), mostra como as obras saíram dos museus e foram levadas para castelos no Vale do Loire. Mas, junto com a história dessa peripécia, o diretor também tenta exaltar a centenária preocupação da França com a arte e o patrimônio histórico do país.

A produção franco-germano-neerlandesa levou o prêmio de melhor filme europeu no Festival de Veneza de 2015 e concorreu ao Leão de Ouro.

COMO CITAR?

Para citar o História das Artes como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

IMBROISI, Margaret; MARTINS, Simone. Francofonia – Louvre sob Ocupação. História das Artes, 2020. Disponível em: <https://www.historiadasartes.com/sala-dos-professores/francofonia-louvre-sob-ocupacao/>. Acesso em 25 Nov 2020.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: