Renascimento

História das Artes > Posts com a tag "Renascimento"
Êxtase de Santa Cecília, Rafael Sanzio
   

Êxtase de Santa Cecília, Rafael Sanzio

Esta obra pertence ao gênero religioso denominado “sacra conversazione”. Assim se conhecem os quadros que, como este, representam uma cena composta de vários santos que se distinguem pelos atributos iconográficos próprios de sua lenda. Continue Lendo

A Expulsão de Heliodoro do Templo, Rafael Sanzio
   

A Expulsão de Heliodoro do Templo, Rafael Sanzio

Após o exito conquistado com a Stanza della Segnatura, o papa encomendou a Rafael a decoração de outro aposento no Vaticano: a Stanza d’Eliodoro – nome extraído do principal afresco, A Expulsão de Heliodoro do Templo. Drama e história são os temas dessa stanza, que inclui também os seguintes afrescos: A Missa de Bolsena, A Libertação de São Pedro e Leão I Detém o Avanço de Átila.

Continue Lendo

O Incêndio do Borgo, Rafael Sanzio
   

O Incêndio do Borgo, Rafael Sanzio

Em 1514, Rafael Sanzio começa a decoração de uma terceira sala situada junto da Segnatura e conhecida como Stanza dell’Incendio. Na parede sul desta sala ele pintou o afresco que dá título à mesma, O Incêndio do Borgo. Continue Lendo

Galeria da Academia de Florença
   

Galeria da Academia de Florença

Foi fundada em 1794 pelo Grão-Duque Pietro Leopoldo para servir como local de estudo para os estudantes da Academia de Belas Artes ali próxima (Accademia di Belle Arti), a primeira academia de desenho da Europa, a Galeria da Academia (Galleria dell’Accademia) em Florença tem em sua posse algumas das mais belas obras de Michelangelo. Continue Lendo

O Retrato de Baldassar Castiglione, Rafael Sanzio
   

O Retrato de Baldassar Castiglione, Rafael Sanzio

O ducado de Urbino cultivava, no início do século 16, o ideal do cortesão perfeito: combinação de elegância no vestir-se e maneiras refinadas, habilidades esportivas e artísticas, bem como cultura ampla. Continue Lendo

Maddalena Doni, Rafael Sanzio
   

Maddalena Doni, Rafael Sanzio

Este retrato faz par com o do mercador Agnolo Doni, marido de Maddalena Strozzi, com quem ela se casou, em 1503. Ambos os quadros pertenceram aos descendentes do casal, até 1826, ano em que foram adquiridos pelo Grande Duque Leopoldo II, de Toscana, e atualmente se conservam no Palácio Pitti de Florença. Continue Lendo