Mês: março 2018

História das Artes > 2018 > março (Página 2)
Saturno Devorando um de seus Filhos, Francisco de Goya

Saturno Devorando um de seus Filhos, Francisco de Goya

Essa obra também conhecida por Saturno pertence ao Museu do Prado, em Madri. É uma das mais famosas pinturas negras que decoravam a Quinta do Surdo. O afresco ocupava um lugar à esquerda da janela na sala de jantar. Continue Lendo

Véio: A Imaginação da Madeira

Véio: A Imaginação da Madeira

Um dos dez escolhidos pelo Prêmio Itaú Cultural 30 Anos, promovido em 2017, Véio – ou Cícero Alves dos Santos – trabalha com madeira e cria peças de dimensões variadas, de um palito de fósforo a troncos grandiosos. Continue Lendo

Maria Auxiliadora: A vida cotidiana, pintura e resistência da Obra

Maria Auxiliadora: A vida cotidiana, pintura e resistência da Obra

No ano dedicado às histórias afro atlânticas no MASP — as histórias dos fluxos e dos refluxos entre a África e as Américas através do Atlântico —, a exposição de Maria Auxiliadora ( 1935  – 1974 ) assume uma urgência.

A pintura delicada, precisa e pungente da artista retrata seu cotidiano e sua cultura, atravessando muitos temas afro brasileiros: a capoeira, o samba, a umbanda, o candomblé, os orixás. Continue Lendo

A Morte de Sardanapalo, Eugène Delacroix

A Morte de Sardanapalo, Eugène Delacroix

Este suntuoso quadro é uma livre inspiração da peça Sardanapalo, escrita por Lorde Byron, publicada em 1821, que conta a história do cerco e da queda do rei da segunda dinastia assíria no final do século 9. Continue Lendo

Imagens do Aleijadinho no MASP

Imagens do Aleijadinho no MASP

Imagens do Aleijadinho é uma das exposições que abrem o programa do MASP em 2018, ano dedicado às histórias afro-atlânticas, com exposições, seminários, programas de mediação e publicações em torno das trocas culturais entre a África, a Europa e as Américas. Continue Lendo

Álbum de interpretações da arte corporal e plumária indígena

Álbum de interpretações da arte corporal e plumária indígena

Muitas tribos aqui viviam, estima-se que mais de 5 milhões de índios aqui habitavam quando os portugueses chegaram. A Arte sempre fez parte do dia a dia dos índios, quer na arquitetura das suas aldeias, na pintura corporal, nos seus adereços e utensílios. Continue Lendo

Templo de Poseidon, Cabo Sounio

Templo de Poseidon, Cabo Sounio

O Templo de Poseidon fica no topo de um monte rochoso com vista para o Mar Egeu, no pitoresco Golfo Sarônico. Olhando para o mar brilhante e as 15 colunas dóricas que sobraram, é fácil entender por que esse é um dos sítios arqueológicos mais queridos da Grécia. Uma das colunas remanescentes do templo dórico tem a inscrição de Lord Byron, que visitou o templo no início do século 19.  Continue Lendo