A Amizade entre Delacroix e Chopin

História das Artes > Sala dos Professores > A Amizade entre Delacroix e Chopin
A Amizade entre Delacroix e Chopin

Por volta dos 40 anos, o quase sempre solitário Delacroix iniciou uma profunda amizade com um dos casais mais ilustres da França – o compositor Fréderic Chopin e sua amante George Sand.

Chopin parecia não se interessar muito por pintura, mas Delacroix tinha adoração por sua música. Chegou a instalar um pino em seu estúdio para que o compositor tocasse quando fosse lá.  Delacroix manifestava devoção especial pelo músico, tratando-o como a um irmão. Quando Chopin morreu, o pintor ficou arrasado.

Delacroix conheceu Chopin por meio de George Sand – irreverente escritora que tinha o hábito de fumar charutos e vestir-se como homem. O romance de Chopin e Sand durou nove anos: à medida que ele se debilitava com a tuberculose, Sand ia se entediando com sua presença. O casal rompeu em 1847, dois anos antes da morte de Chopin.

Retrato de Chopin e Sand realizado por Delacroix

O retrato de Frédéric Chopin e George Sand, abaixo, foi uma pintura de 1838, inacabada, realizada por Delacroix. Originalmente um retrato duplo, pouco depois da morte de Delacroix, foi cortado em dois e vendido como peças separadas. Mostra o compositor Frédéric Chopin tocando piano enquanto a escritora George Sand senta-se à sua direita, ouvindo e fumando um charuto, uma das suas atividades favoritas.

O retrato permaneceu no estúdio de Delacroix até sua morte. O motivo da divisão da pintura é provavelmente a crença do então dono de que duas pinturas seriam vendidas por um preço mior do que uma só. Hoje, o retrato de Chopin está localizado no Louvre em Paris, enquanto o retrato de George Sand se encontra no acervo do Museu Ordrupgaard de Copenhague.

Reconstrução hipotética da pintura que retrata Chopin e sua amante George Sand.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *