A Queda – René Magritte

A Queda – René Magritte

O Surrealismo surge todas às vezes que a imaginação se manifesta livremente, sem o freio do espírito crítico, o que vale é o impulso psíquico.

Os surrealistas deixam o mundo real para penetrarem no irreal, pois a emoção mais profunda do ser tem todas as possibilidades de se expressar apenas com a aproximação do fantástico, no ponto onde a razão humana perde o controle.

Nessa pintura, René Magritte apresenta os homens de chapéu-coco, famosos em suas telas, caindo do céu, como uma chuva.

Considerada uma das mais conhecidas do pintor, e revela o espírito jocoso de pintura surrealista.

O quadro apresenta uma chuva de estranhos homens de chapéu coco, que caem do céu com uma expressão absolutamente serena de quem não se abala com a improbabilidade do fato.

Essa serenidade expressa a compreensão oculta do ser humano pela estranheza terrena.

A composição é feita com tamanha nitidez que acaba por se parecer realista. Esse tipo de recurso destaca o rigor surrealista pelos paradoxos visuais.

Embora as coisas pareçam ser normais, é possível encontrar imagens sem nexo em toda parte.

A obra apresentada hoje possui uma estranha exatidão, coisa que o surrealismo atraía para si com frequência, por explorar a compreensão oculta do ser humano pelos acontecimentos improváveis do dia a dia.

Título A Queda
Autor: René Magritte
Técnica: Óleo sobre tela
Tamanho: 81 cm × 100 cm
Movimento Surrealista
Acervo: The Menil Collection, Houston, Texas

Agora é a sua vez!
Faça um desenho com repetições de imagens sem nexo de estar em um cenário diferente. Use lápis de cor para dar acabamento.

Fotografe! compartilhe nas nossas mídias sócias #historiadasartes/talento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *