Dois Colegiais, Édouard Vuillard

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Dois Colegiais, Édouard Vuillard
Dois Colegiais, Édouard Vuillard

Dois meninos brincam num jardim público, que Édouard Vuillard transformou num mágico mundo de sonhos. As faixas mosqueteadas de marrons e verdes criam harmonias manchadas de cores, conferindo à superfície um efeito delicadamente vibrante.

Vuillard foi incumbido de pintar uma série de nove grandes painéis para a sala de jantar de uma elegante casa de Paris. Os painéis foram um amálgama de suas impressões dos parques de Paris, onde ele desenhou crianças brincando e registrou os padrões de sombra e luz.

Ele inspirou-se nas técnicas pontilhistas de Georges Seurat e Claude Monet, e particularmente esses painéis lembram muito as pinturas que Monet fez de seu jardim em Giverny. Apesar dessa inspiração impressinista, Vuillard era um artista do grupo Nabis. Os artistas que compõem esse movimento definem a si mesmos como profetas de uma nova arte. Defendem uma concepção decorativa da pintura, em que a cor realça o tema.

Os dois meninos se destacam na paisagem, centralizados e em primeiro plano no quadro, parecem conversar sobre suas travessuras. A paisagem do parque, árvores e transeuntes fazem a perspectiva para o observador.

Vuillard é apreciado pelo emprego de harmonias de cores audaciosas e sensuais, pela sensibilidade para as texturas e padrões e por ter a rara habilidade de evocar atmosferas e revelar o misterioso encanto do cotidiano.

Dois Colegiais, 1894, Édouard Vuillard, têmpera sobre tela, 212x96cm, Museu Real de Belas-Artes da Bégica, Bruxelas.
Dois Colegiais, 1894, Édouard Vuillard, têmpera sobre tela, 212x96cm, Museu Real de Belas-Artes da Bégica, Bruxelas.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro do Vuillard, experimente fazer uma releitura dele usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *