Saudade, Almeida Junior

Saudade, Almeida Junior

Esta obra de Almeida Júnior tem a estrutura padrão do século XIX, segundo as regras acadêmicas.

O artista ousa nessa obra ao mostrar o sofrimento e os sentimentos de uma mulher simples, que pode-se constatar pelas roupa e casa simples de uma mulher comum.

Nesta época as emoções não eram retratadas e nesta obra o pintor valoriza os sentimentos de uma classe social que não pertence à elite. As cores da casa, do local se harmonizam com os tons de pele da mulher mostrando que ela pertence a este local.

Perceba que no primeiro plano acima tem um chapéu masculino, o que representa a superioridade masculina e a ausência que se faz presente por essa representação. A postura da mulher voltada para dentro indica introspecção ignorando o universo externo.

Repare na luz que desce pela lado esquerdo, passa pelo chapéu, brincos, boca, lágrimas, carta ou documento, um livro e vai até o baú entreaberto. Nosso olhar é guiado por essa luz para observar todos os detalhes que passam informações preciosas que o artista deixou para enviar a sua mensagem.

A obra pertence ao acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Saudade, 1899, óleo sobre tela, 197 cm x 101 cm., Almeda Júnior, Pinacoteca do Estado de São Paulo.

pincel

Escolha o seu material preferido para pintura e procure retratar seus sentimentos ou os de alguém.

quadro

Fotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *