Um Frans, a natureza

História das Artes > Sala dos Professores > Um Frans, a natureza
Um Frans, a natureza

Conhecido por dedicar sua vida e obra à defesa da natureza brasileira, a mostra individual “Um Frans, a natureza”, reúne esculturas, relevos e fotografias de Krjacberg que revelam a revolta do artista contra a destruição do planeta.

A exposição destaca o modo criativo com que utilizava troncos de árvores, folhas e cipós como matéria-prima e fonte de inspiração para suas criações, que o próprio artista costumava chamar de “um grito da natureza por socorro”.

“Frans foi um eterno encantado e um defensor da natureza que trazia dentro de sua alma peregrina as matas e florestas do Brasil.

Em sua longa vida artística, Frans esteve intrinsicamente ligado as terras do país, nos convidando a fazer mais forte o seu eco irradiador em defesa das nossas matas, das florestas que ainda nos sobram, como a esperança e a beleza que emanam da sua obra”, ressalta o curador, Emanoel Araujo.

A exposição é composta de 31 trabalhos, apresentados em diferentes suportes, como esculturas, relevos, back-light e fotografias.

O evento celebra os 90 anos de Frans Krajcberg e presta homenagem ao Ano Internacional das Florestas, decretado pela ONU.

Entre os destaques da exposição está uma escultura inédita, de quase cinco metros de altura.

O artista plástico Frans Krajcberg nasceu na Polônia e perdeu toda a família em um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial.

Após a tragédia, o artista se mudou para a Alemanha, onde estudou na Academia de Belas Artes de Stuttgart.

Foi aluno de Willy Baumeister e se mudou para o Brasil em 1948.

Krajcberg participou da 1º Bienal Internacional de São Paulo, em 1951, e desde então se dedica a temas que defendem o meio ambiente.


Museu Afro Brasil. Avenida Pedro Alvares Cabral, s/n, Parque do Ibirapuera – Portão 10, SP. Aberta de terça a domingo, das 10h às 17h. Entrada gratuita. Até 10/06/18.

Fique atento, os horários podem sofrer alterações. Consulte sempre o site da instituição.

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *