Navio de Emigrantes – Lasar Segall

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Navio de Emigrantes – Lasar Segall
Navio de Emigrantes – Lasar Segall

O artista Lasar Segall viajou muito entre o Velho e o Novo Mundo, cruzando o Atlântico, proporcionando a produção de instantâneos de viagem, retratos de diferentes tipos humanos, o cotidiano dos marinheiros, detalhes das embarcações e principalmente a experiência da imensidão do mar em confronto com a fragilidade do destino humano.

Seus apontamentos deram origem, no final dos anos 1920, às gravuras da série Emigrantes e, durante a Segunda Guerra Mundial, à tela Navio de Emigrantes.

A própria vida do pintor cruza-se com a dos emigrantes homenageados nesta tela, grandiosa alegoria da emigração e um testemunho veemente da história do século XX, na qual a questão da emigração tem papel de destaque, envolvendo vários povos.

Navio de Emigrantes, 1939-41, óleo com areia sobre tela, 230 cm x 275 cm, Lasar Segall, Museu Lasar Segall, São Paulo.

Pertence ao acervo do Museu Lasar Segall, localizado em São Paulo – Brasil.

Observando a obra por meio dos elementos formais, iniciando pela presença forte e marcante das duas linhas inclinadas em sentido contrário, que se encontram no centro e que parecem despertar uma grande ação sobre o olhar do espectador.

Dessa forma, é possível constatar que a estrutura da composição centra-se nessas duas linhas inclinadas, iniciadas na metade das laterais da obra e que convergem para um único ponto, como ponto de fuga.

Se for traçada uma linha dividindo a obra na horizontal na altura do meio, pode observar que o maior número de elementos encontra-se na metade inferior da obra, sendo equilibrados pelo movimento das linhas curvas externas às duas linhas inclinadas e também pela linha do horizonte ao fundo, que parece acalmar o olhar.

O tratamento dado à cor, pode-se observar que ela é um elemento que parece ser determinante para a expressão do artista.

Essa é uma pintura monocromática, que resulta numa obra expressiva, carregada de sentimentos, na qual o artista faz uso das tonalidades de marrons e ocres, a pintura foi a técnica escolhida pelo artista como forma de expressão.

A temática para Lasar Segall é a da dor, da solidão, do sofrimento, da esperança, da desesperança.

Nesse sentido, a dimensão da obra é um elemento do qual o artista faz uso como meio de expressão para, supostamente, atingir os seus propósitos junto ao espectador.

Considerando a proporção de suas telas, esta dimensão pode ser analisada em duas perspectivas: a dimensão social da existência humana e o impacto que a obra pode causar na relação obra – espectador – artista.

pincelEscolha o seu tema, no planejamento do seu desenho use as linhas analisadas da obra de Segall, ao colorir use a monocromia, ou seja, use uma única cor e seus vários matizes.

quadro

Fotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco nas nossas redes sociais usando #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Um comentário em “Navio de Emigrantes – Lasar Segall”.

Os comentários não representam a opinião do www.historiadasartes.com, a responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Gosto muito de arte, principalmente essas que retratam a vida de um povo e um época, a história dos imigrantes é fascinante pelo menos para mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *