O Cavaleiro com a Mão no Peito, El Greco

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > O Cavaleiro com a Mão no Peito, El Greco
O Cavaleiro com a Mão no Peito, El Greco

Neste retrato, a maestria do pintor consegue criar o modelo de nobre espanhol do século 16, que, com a sua pose, afirma ao mesmo tempo a sua fé e a sua nobreza, assim como a vontade de defender a ambas com a espada. Apesar do mau estado de conservação (o braço esquerdo está completamente borrado), é um dos melhores exemplos de retratística de El Greco, realizado em Toledo no início de sua estada na Espanha.

A identificação da personagem continua a ser um mistério, que alguns estudiosos relacionaram com D. Juan de Silva, principal notário de Toledo e cavaleiro da Ordem de Santiago. Aventou-se também a hipótese de Miguel de Cervantes, com o qual o pintor poderia ter mantido contato, uma vez que o escritor vivia em Toledo naquela mesma época.

O quadro podia imortalizar, desta forma, o momento de juramento, ritual efetuado durante a investidura do cavaleiro, e a que aludiriam tanto a posição da mão direita como a presença da espada.

À mão direita no peito corresponde o ombro esquerdo, mais baixo, junto do qual se lê a assinatura do pintor em caracteres gregos. Uma medalha suspensa de uma comprida e delicada corrente aparece discretamente entre as pregas da veste, indício da nobreza do desconhecido cavaleiro.

A atenção do artista concentra-se no olhar penetrante e no rosto, isolado da obscuridade do fundo neutro pela gorjeira branca, que absorve toda a luz nas suas rígidas pregas engomadas. A forma alongada do rosto e o olhar profundo são seguramente reminiscências da formação grega de marca bizantina, que se percebe na evolução de El Greco como retratista.

Prova da sua habilidade técnica é a execução do guarda-mão dourado da espada e das rendas do punho: infinitos grumos de tinta concentrados nos pontos em que a luz incide prolongam-se pela sombra em que mergulha a silhueta do nobre cavaleiro.

O punho da espada é um detalhe precioso, além de atributo de nobreza. Esse refinado objeto testemunha a tradicional produção artesanal de armas brancas e de espadas da cidade de Toledo, que neste campo se vangloriava de possuir as melhores oficinas de toda a Espanha.

Detalhe da pintura O Cavaleiro com a Mão no Peito, c.1580, Doménikos Theotokópoulos conhecido por El Greco, Museu do Prado, Madri.

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de El Greco, experimente fazer uma releitura dele ou crie um retrato com objetos pessoais que possam dar ideia da profissão do retratado(a), usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *