Paisagem com Ponte, Albrecht Altdorfer

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Paisagem com Ponte, Albrecht Altdorfer
Paisagem com Ponte, Albrecht Altdorfer

A extraordinária pintura aqui ilustrada, juntamente com a Vista do Danúbio junto de Ratisbona (Munque, Alte Pinakothek), é considerada um dos primeiros exemplos de paisagem autônoma, isto é, não inserida numa representação da arte ocidental depois da pintura antiga.

Pintor e gravador, Altdorfer, com outros artistas alemães, como Cranach e Huber, concentrou a sua atenção na indômita natureza da paisagem que define o tom emotivo da cena narrada. O artista tratou também a natureza como protagonista absoluta de algumas obras de dimensões reduzidas, como este quadro.

Uma possível influência podem ser os exemplos provenientes do Extremo Oriente que circulavam na Alemanha de princípio do século 16: a ponte de medeira, o arvoredo e a folhagem que se elevam com a verticalidade própria das paisagens sino-japonesas.

Com as camadas de cor mais espessas, descreve a exuberante folhagem das árvores, minuciosamente observada, o que confere à composição um aspecto fantástico e tipicamente nórdico.

Os elementos da composição baseiam-se na topografia dos lugares do vale do Danúbio, onde Altdorfer residia, sem por isso querer representar o exato panorama de um lugar real.

Paisagem com Ponte, 1518-20, óleo sobre pergaminho aplicado em madeira, 42,1 x 35,5 cm, Albrecht Altdorfer, National Gallery, Londres.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Albrecht Altdorfer, experimente fazer uma releitura dele ou crie a composição de uma natureza que você já tenha visto, usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *