Teto da Capela Sistina, Michelangelo

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > Teto da Capela Sistina, Michelangelo
Teto da Capela Sistina, Michelangelo

O teto da Capela Sistina, no Vaticano, é uma realização prodigiosa de Michelangelo. Vários painéis que retratam histórias essenciais do Gênesis são circundados por uma moldura com cenas e figuras adicionais. Michelangelo fez cerca de trezentos desenhos preliminares para o teto. Foram depois ampliados e transformados nos desenhos finais transferidos para o teto da capela.

Espantosamente original na concepção e na execução, a obra atesta a fé religiosa de Michelangelo, expressa por um aprofunda reverência pela Antiguidade clássica. Essas duas forças inspiraram os artistas da Alta Renascença, os quais alcançaram extraordinários picos de realização.

Michelangelo pintou o teto sozinho, em pouco mais de quatro anos, desenvolvendo seu estilo enquanto trabalhava. Estes três painéis contam a história de Adão e Eva.

A queda do homem é representada por um novo desenho unificado, com a tentação de Adão e Eva à esquerda e sua expulsão do Paraíso à direita, uma cena levando à outra. Ao centro, a serpente com dorso humano dá a maçã a Eva. À direita, o Arcanjo Miguel expulsa do Paraíso o casal angustiado e acovardado que se dirige para uma paisagem árida.

A imagem da criação de Adão é uma das mais famosas da arte ocidental – memorável, inspirada e com aquela rara originalidade que eleva a arte a um novo plano e indica uma nova direção. Deus Pai, com um severo rosto de barba branca que denota sua absoluta autoridade, está rodeado por seus anjos e atravessa os céus como um meteoro cósmico. Adão, fisicamente perfeito no rosto e no corpo, mas ainda impotente, parece perceber do dedo indicador direito de Deus uma carga elétrica que começa a percorrer o seu corpo, dando-lhe vida física e espiritual. Ele olha para Deus com uma expressão que abrange muitas emoções, incluindo maravilhamento e obediência.

Segundo a Bíblia, Deus criou Adão e Eva no sexto dia da criação, junto com os animais. Ele fez Adão cair num sono profundo, e com uma costela dele, criou a Eva. Aqui, Adão é representado dormindo; Eva se curva perante o Criador. Deus Pai parece estar ordenando a Eva que se levante. Deus é, literalmente, grande demais para o espaço que lhe foi destinado e só consegue acomodar-se inclinado com a cabeça para frente.

Michelangelo tinha 37 anos quando completou o teto da Capela Sistina. Diz-se que ele passou tanto tempo com a cabeça virada para cima olhando o teto, que por muito tempo depois ele só conseguiria enxergar com a cabeça para trás.

Embora Michelangelo concordasse em pintar a Capela Sistina, ele se considerava em primeiro lugar escultor. A maioria das figuras no teto foram concebidas como esculturas, e muitas poses se baseiam em famosas esculturas gregas e romanas, que Michelangelo estudava.

m_michelangeloexpulsaoadaoeva
O pecado original e a expulsão do paraíso, retratando a perdição de Adão e Eva no Jardim do Éden, 1508-1512, Michelangelo, Teto da Capela Sistina, Vaticano.
m_michelagelocricaoeva
A Criação de Eva, 1508-1512, Michelangelo, Teto da Capela Sistina, Vaticano.

 

m_michelangelocriacaoadao
A Criação de Adão, 1508-1512, Michelangelo, Teto da Capela Sistina, Vaticano.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre essa obra-prima de Michelangelo, experimente desenvolver sua releitura sobre o tema, inspire-se em uma cena bíblica ou histórica, e use o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *