Tondo Doni, Michelangelo

Tondo Doni, Michelangelo

Com composição intrigante, cores assombrosas e figuras monumentais, esta pintura é uma das obras-primas da arte ocidental.

As figuras de Maria José e o menino são magistralmente entrelaçadas para criar uma composição movimentada. Os nus esculpidos ao fundo não têm nenhuma relação com a Sagrada Família, mas dão a Michelangelo a oportunidade de mostrar sua habilidade para pintar músculos e o jogo de luz sobre a superfície do corpo humano, além de sublinhar a humanidade pagã ainda sem saber da doutrina cristã.

As cores vibrantes são surpreendentes se comparadas com outras obras de Michelangelo, mas são coerentes com as cores brilhantes que ele utilizou na Capela Sistina, em Roma (reveladas em limpeza recente).

Este quadro é frequentemente chamado de Tondo Doni porque pertencia à família Doni de Florença e porque é redondo (tondo). Além de pintor, Michelangelo era escultor, arquiteto, poeta e engenheiro militar e é considerado um dos grandes mestres da Renascença.

O Doni Tondo é uma pintura em têmpera sobre painel de 120 cm de diâmetro, realizado por volta de 1503-1504 e está exibido na Galleria degli Uffizi, na cidade italiana de Florença. Preservado em seu quadro original, provavelmente desenhado por Michelangelo. É considerado um trabalho importante porque estabelece as bases para o Maneirismo.

A história da comissão da obra é narrada por Vasari, que relata um detalhe curioso. Doni, um banqueiro rico, pediu ao amigo Michelangelo um quadro redondo da Sagrada Família, provavelmente por ocasião do seu casamento com Maria Madalena. Com o quadro pronto, o artista enviou um menino para entregá-lo, e pediu setenta ducados como pagamento. O banqueiro, que era muito atento às suas economias, hesitou em “gastar tanto para uma pintura”, e ofereceu apenas quarenta ducados. Michelangelo pediu a pintura de volta e concordou em entregá-la apenas mediante o pagamento de cento e quarenta ducados, ou seja, duas vezes mais.

Este é um excelente exemplo de como um artista passou a tornar-se consciente do valor de sua criação, rompendo com que a sujeição ao cliente que era típico do período medieval, em que a pintura era visto como “arte mecânica” relacionada a um trabalho essencialmente manual, portanto, menos especulativa ou liberal. Naquele tempo, afinal, Michelangelo, apesar de jovem, já estava a ter sucesso com sua arte e colhendo os frutos de seu talento.

michelangelo-1475-1492-a-sagrada-família_
Tondo Doni, c.1503-4, têmpera sobre madeira, diâmetro 120 cm, Michelangelo Buonarroti, Galleria degli Uffizzi, Florença, Itália.

pincelAgora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro do Michelangelo, experimente fazer uma releitura dele usando o material colorido que você mais gostar.

 

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *