Histórias da Sexualidade – Museu de Arte de São Paulo – MASP

História das Artes > Sala dos Professores > Histórias da Sexualidade – Museu de Arte de São Paulo – MASP
Histórias da Sexualidade – Museu de Arte de São Paulo – MASP

No ano que o MASP debruçou-se sobre a temática da sexualidade, apresentando, com sua curadoria afinada, artistas nacionais e internacionais que merecem destaque, nunca foi tão necessário falar sobre a nudez e o sexo na arte: são os dois momentos da vida que demandam entrega total.

Após apresentar individuais de artistas como a mineira e feminista Teresinha Soares, do francês boêmio Toulouse-Lautrec e do espanhol Miguel Rio Branco, com seu ensaio vislumbrado sobre o Pelourinho.

A exposição Histórias da Sexualidade já fazia parte da programação do MASP para 2017.

“Histórias da sexualidade” pretende discutir as temáticas de desejo, feminismo, erotismo e questões de gênero a partir de uma noção ampla do termo histórias.

Reunindo cerca de 250 obras de mais de 140 artistas nacionais e internacionais de períodos e contextos diversos, a mostra vem a calhar num momento de exacerbada incompreensão e censura da arte.

Obras de artistas como Pablo PicassoPaul Gauguin, Edgar Degas, Suzanne Valadon, Francis Bacon, Jac Leirner e Adriana Varejão, entre outros artista famosos e obras clássicas da história da arte.

A mostra pretende discutir esses temas a partir de uma noção ampla do termo “histórias”, cujos sentidos, múltiplos e diversos, abrangem relatos coletivos e pessoais, ficcionais e não-ficcionais.

A exposição, assim, compreende representações de diferentes períodos, territórios e suportes, distribuída em três espaços do MASP.

Devido a algumas obras apresentarem conteúdo contendo violência, sexo explícito e linguagem imprópria, a exposição tem classificação indicativa de 18 anos, seguindo a orientação do manual do Ministério da Justiça.

As obras são advindas do acervo do MASP ou de coleções brasileiras e internacionais, incluindo desenhos, pinturas, esculturas, filmes, vídeos e fotografias, além de documentos e publicações, de arte pré-colombiana, asiática, africana, europeia, latino-americana, entre outras.

São nove núcleos temáticos: Corpos nus, Totemismos, Religiosidades, Performatividades de gênero, Jogos sexuais, Mercados sexuais, Linguagens, Voyeurismos e Políticas do corpo e ativismos.

Histórias da sexualidade tem curadoria de Adriano Pedrosa, diretor artístico do MASP, Lilia Schwarcz, curadora-adjunta de histórias do MASP, Pablo León de la Barra, curador-adjunto de arte latino-americana do MASP e Camila Bechelany, curadora assistente do MASP.

Moema – Obra de Victor Meirelles

Museu de Arte de São Paulo
Endereço: Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01310-200
3ª feira a domingo das 10h ás 18h , exceto de 5ª feira das 10h às 20h

Até 14 de fevereiro de 2018

Fique atento! Os horários podem sofrer modificações. Consulte sempre o site oficial da instituição.

 

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *