A Família Real de Carlos IV, Francisco de Goya

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > A Família Real de Carlos IV, Francisco de Goya
A Família Real de Carlos IV, Francisco de Goya

Este grande quadro é uma extraordinária prova da habilidade de Goya na composição de retratos de grupo, digna da tradição de Velázquez e Rembrandt.

É a imagem eloquente de uma monarquia no seu declínio, um desfile de máscaras quase espectrais, entre as quais aparece, em segundo plano, à esquerda, o pintor em frente a sua tela, numa posição totalmente incongruente.

O esplendor do conjunto contrasta com os obtusos, tolos, torpes e vazios rostos dos membros da família real, numa galeria de personagens com expressões afetadas e uma ridícula altivez.

As catorze figuras estão repartidas, como num tabuleiro de xadrez ideal, em dois quintetos equilibrados por referência à rainha Maria Luísa de Parma e ao rei Carlos IV, mas sobre eixos angulosos e com massas deslocadas, num movimento quase giratório desde grupo central, acentuado pelo fundo desigualmente distribuído das duas telas penduradas na parede.

A suntuosidade das roupas de cerimônia, das sedas, dos bordados a ouro e da prata das joias e das insígnias manifesta-se na sala, onde as densas sombras no chão acentuam o clima de inquietação e a expressão ansiosa refletidos na pose dos protagonistas.

Goya desvenda a crueldade, as violências contidas de temperamentos autocráticos e débeis, os vícios de uma estirpe em decadência.

Realidade e aparência entrechocam-se em mútuo e flagrante desacordo: só as crianças permanecem alheias à pretensiosa representação dos adultos.

Esta obra encontra-se no Museu do Prado em Madri.

A Família Real de Carlos IV, 1800-01, óleo sobre tela, 280 x 336 cm, Francisco de Goya, Museu do Prado, Madri.

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Goya, experimente fazer uma releitura dele ou criar um retrato formal da sua família.

Fotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *