A Jovem Professora, Jean-Baptiste-Simeón Chardin

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > A Jovem Professora, Jean-Baptiste-Simeón Chardin
A Jovem Professora, Jean-Baptiste-Simeón Chardin

O tema é simples: uma jovem ensinado uma criança a ler. Pintando com grande veracidade em estilo simples e direto, o artista transmite um forte vínculo emocional entre as duas figuras.

Há poucos detalhes de fundo, e as pinceladas em camadas espessas mas cuidadosamente planejadas criam profundidade e solidez.

É um quadro silencioso, semelhante em sua atemporalidade à obra de Johannes Vermeer. Só a chave do armário quebra o encanto mágico de serenidade e repouso.

Chardin foi um importante pintor de costumes e naturezas-mortas da França do século 18.

Suas composições simples e sem sentimentalismo são ricas em emoção; com suas variações tonais harmoniosas e equilibradas, elas contêm uma análise e uma compreensão sagaz da forma.

No século 20, a obra de Chardin voltou a ganhar popularidade por sua natureza quase abstrata.

A pintura foi exibida pelo pintor no Salão de 1740. É considerada do movimento artístico Rococó.

A Jovem Professora, c. 1736/7, óleo sobre tela, 62 x 66 cm, Jean-Baptiste Simeón Chardin, National Gallery, Londres.

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Chardin, experimente fazer uma releitura dele ou criar uma cena doméstica que demonstre os cuidados entre pais e filhos,  usando o material colorido que mais gostar.

Fotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *