Obras Analisadas

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Arquivo "Obras Analisadas"
Salão de Dança em Arles, Van Gogh

Salão de Dança em Arles, Van Gogh

As contornos pretos dão peso à composição para o ambiente apertado. A pintura é quase sufocante, não há respiro para os nossos olhos, pois a multidão toma grande parte do quadro. Continue Lendo

Arlésiennes, Paul Gauguin

Essa é uma das dezessete telas que Paul Gauguin completou durante uma breve e tumultuada visita a Van Gogh em Arles. É uma poderosa e enigmática retrata o jardim público em frente à residência de Van Gogh, a chamada Casa Amarela. Continue Lendo

São Jorge, Kandinsky

São Jorge, Kandinsky

Desde os tempos do czar Yaroslav – o Sábio, o povo russo venera São Jorge. Ele é o santo padroeiro dos príncipes, e sua imagem aparece no brasão e na moeda de Moscou. Ele representa um guerreiro valente, defensor das terras russas, protetor do camponeses. Continue Lendo

Angelus Novus, Paul Klee

Em seus mundos imagéticos, representados em múltiplas camadas, Paul Klee combinava diversas esferas de realidade e abstração. Dessa maneira, ele ampliava o seu imaginário, abrigando também os mais diferentes tipos de criaturas. Desde 1920, o tem anjo – com figuras celestes aladas, de formas antropomórficas – apareceu repetidas vezes em sua obra. O anjo mais famoso é Angelus Novus, de 1920, adquirido pelo filósofo Walter Benjamin, que o descreveu como o ” anjo da história”, que olha assustado para a catástrofe do passado. Continue Lendo

O Passeio Matinal, Thomas Gainsborough

O Passeio Matinal, Thomas Gainsborough

Na segunda metade do século 18, o enfático sentido celebrativo, típico do retrato aristocrático, deu lugar, na pintura inglesa, à mais estrita fidelidade ao natural. Continue Lendo

As filhas do Artista com o Gato, Thomas Gainsborough

As filhas do Artista com o Gato, Thomas Gainsborough

A tela é um dos seis duplos retratos conhecidos das filhas do artista, Mary e Margaret, executada provavelmente em Bath, para onde Thomas Gainsborough se transferiu, à procura de uma clientela mais culta e rica, por volta de 1760-1761. Continue Lendo

O Sepultamento, Michelangelo

O Sepultamento, Michelangelo

A sua atribuição a Michelangelo e a sua data foram objeto, juntamente com a obra Madona de Manchester, também na National Gallery, de muita discussão por parte dos críticos, principalmente devido à extrema raridade das pinturas sobre madeira que se conservam (só o Tondo Doni dos Uffizi está documentado). Continue Lendo

O Triunfo de David, Nicolas Poussin

O Triunfo de David, Nicolas Poussin

O quadro situa-se entre os mais bem conservados da maturidade do artista francês, que se mudou para Roma em 1624. Aqui se encontram, em perfeito e calculado equilíbrio, elementos que rementem para a antiguidade clássica, enquanto outros denotam o profundo conhecimento das cores quentes da paleta de Ticiano. Continue Lendo

Oficina de Mármores no Campo de São Vidal, Canaletto

Oficina de Mármores no Campo de São Vidal, Canaletto

Atraído pelo tema da oficina provisória dos mármores, Canaletto compõe uma sugestiva e insólita visão de Veneza, fiel representação de um fragmento da laboriosa vida urbana. Continue Lendo