A Agonia no Horto, Andrea Mantegna

História das Artes > Olho-vivo > Análise Estética > Obras Analisadas > A Agonia no Horto, Andrea Mantegna
A Agonia no Horto, Andrea Mantegna

É significativa a comparação entre esta obra e a de tema idêntico pintada por Giovanni Bellini uns anos mais tarde, conservada também na National Gallery.

A cena tirada dos Evangelhos, representa Cristo orando no horto de Getsêmani pouco antes de os soldados guiados pelo traidor Judas, chegarem para prendê-lo.

Os três discípulos que o seguiram, Pedro, João e Tiago, permanecem deitados, dormindo profundamente, deixando Jesus sozinho no doloroso momento de resignação à vontade do Pai.

Acima, à esquerda, cinco anjos, ns como atléticos cupidos de um sarcófago romano, mostram os instrumento a Paixão.

O intenso estudo da Antiguidade Clássica suscitou em Mantegna um apaixonado interesse pelos relevos de pedra, as ruínas escultóricas, os mármores preciosos, as pedras exóticas e os camafeus, ao ponto de a tábua não parecer pintada à pincel, mas esculpida na rocha viva.

A representação é cheia de significados intelectuais postos num estilo solene e precioso que plasma cada objeto para fixar a sua verdade, a sua solidez e a sua imortalidade estatuária, numa cenografia determinada por símbolos, por gestos, por direção de movimento calculados como no teatro, mostrando-nos a sua linguagem pictórica intensamente metafórica.

A Agonia no Horto, c. 1460, têmpera de ovo sobre madeira, 62,9 x 80 cm, Andrea Mantena, National Gallery, Londres.
pincel

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Andrea Mantegna, experimente fazer uma releitura dele ou crie ma composição baseada em algum assunto religioso, usando o material que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas nossas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: