O Sepultamento, Michelangelo

O Sepultamento, Michelangelo

A sua atribuição a Michelangelo e a sua data foram objeto, juntamente com a obra Madona de Manchester, também na National Gallery, de muita discussão por parte dos críticos, principalmente devido à extrema raridade das pinturas sobre madeira que se conservam (só o Tondo Doni dos Uffizi está documentado).

O corpo de Cristo, como um atleta nu e derrotado, dobrado para trás, é transportado pelos degraus para o sepulcro ainda inacabado, situado à direita, por São João Evangelista e por José de Arimateia, que o seguram com faixas depois de o terem deposto da cruz.

As figuras dispõem-se de acordo com uma precisa sucessão de planos em profundidade: o primeiro definido pela mulher ajoelhada à esquerda, certamente Maria Madalena, que indica o corpo de Cristo, o segundo, pelo grupo central e o terceiro, pelo busto de José de Arimateia.

A figura que falta, abaixo, à direita, deveria representar, provavelmente, a Virgem chorando o Filho morto.

O reagrupamento das personagens numa composição cerrada e a redução da paisagem a poucos elementos acentuam a aparência escultórica e a ondulação dinâmica dos movimentos dos corpos.

Dois desenhos preparatórios, para a figura de São João e da Virgem, estão conservados no Museu do Louvre.

Embora incompleta, a pintura mostra o poderoso vigor plástico e a força muscular das anatomias evidenciadas pelas posições dos corpos em movimento.

O Sepultamento, c. 1505-1506, óleo sobre madeira, 162 x 150 cm, Michelangelo, National Gallery.

Agora que você sabe mais detalhes sobre esse quadro de Michelangelo, experimente fazer uma releitura dele ou crie uma composição narrando história mitológica ou bíblica, usando o material colorido que você mais gostar.

quadroFotografe seu trabalho e compartilhe sua experiência conosco, nas redes sociais, usando a #historiadasartestalento

PESSOAS QUE LERAM ISSO, TAMBÉM GOSTARAM....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *